• Letra Espírita

A Carne é Fraca para o Espírita?


Aryanne Karine

O espiritismo, tem como maior objetivo, levar entendimento das leis divinas, bem como explicações científicas, filosóficas e religiosas sobre o universo e o que nos cerca. Suas bases, com constatação científica de muitos fenômenos sempre abnegados por todas as religiões, elucidam nosso entendimento e faz com que se aflore o que já carregamos em nossa consciência, as perfeitas leis de Deus. Porém, o fato de ser espírita não é um mérito de superioridade que carregamos como um trunfo, muito pelo contrário, quanto mais estudamos os temas e entendemos como funciona o universo, menores nos sentimos e mais temos a aprender.


Por sermos um planeta muito ligado a matéria, sabemos que somos ainda inferiores, onde, em meio a tanta beleza, possuímos um caminho longo de evolução comparado com muitas outras civilizações que existem, sendo nós, ligados em vida a um corpo material denso, estamos sujeitos a todas as falhas e entregas aos prazeres que o mundo nos propicia.


É de onde podemos tirar o termo tão utilizado ‘A carne é fraca’, que apesar de frequentemente aplicado como uma desculpa para deslizes libidinosos, será empregado aqui neste artigo como qualquer desvio que possamos ter em todo o tipo de tentação que nos sãos impostos durante nosso percurso terreno.


Se pensarmos que a evolução é um caminho reto, onde não temos uma maneira de regredir, apenas estagnar ou prosseguir, podemos compreender facilmente, que somos resultado de várias experiências, aprendendo com nossos erros, e hoje, carregamos conosco, as qualidades que já aprendemos durante este nosso percurso de evolução, bem como os defeitos que ainda insistimos em nos perder, o que podemos denominar de tentação. Todos nós temos alguma falha que carregamos durante várias encarnações, buscando sempre nos recuperar de tais desvios de conduta.


Porém, o fato de ser espírita, não nos dá nenhuma facilidade para não nos perdermos, a não ser o conhecimento, e o conhecimento por si só, não vai fazer você conseguir ter forças para se desvincular das tentações, sejam elas carnais, com álcool, jogos, drogas, riquezas, ou qualquer outra tentação que nos tire de nosso caminho evolutivo. O que temos de compreender, é que para quem muito é dado, muito também será cobrado. Se temos o conhecimento, como espíritas, de que o que praticamos é uma falha, seremos mais cobrados do que para a pessoa que ainda não foi apresentada para a doutrina e seus ensinamentos.


Mas o que fazer, quando a vontade é maior que a consciência? Nada mais singelo e difícil que as palavras de Matheus 26:41 “Vigiai e orai, para que não entreis em tentação; na verdade, o espírito está pronto, mas a carne é fraca”


Estando nós, entre a doutrina espírita e com os conhecimentos disponíveis para aprendizado, devemos ao nosso máximo nos desvincular do que a vida material nos oferece de bom, tendo o pensamento voltado ao progresso, ao bem e a caridade. O que sabemos ser fácil na teoria, muito possivelmente pode parecer difícil na prática, mas não há nada neste mundo que com o apoio de Deus e da espiritualidade de luz, seja impossível, devemos apenas voltar as nossas energias em prol de tal objetivo.


No Evangelho Segundo o Espiritismo, no capítulo XVIII “Muitos os chamados e poucos os escolhidos” temos na passagem “Muito se pedirá àquele que muito recebeu”


‘(...)O ensino dos Espíritos, reproduzindo essas máximas sob diferentes formas, desenvolvendo-as e comentando-as, para pô-las ao alcance de todos, tem isto de particular: não é circunscrito; todos, letrados ou iletrados, crentes ou incrédulos, cristãos ou não, o podem receber, pois que os Espíritos se comunicam por toda parte. Nenhum dos que o recebam, diretamente ou por intermédio de outrem, pode pretextar ignorância; não se pode desculpar nem com a falta de instrução, nem com a obscuridade do sentido alegórico. Aquele, portanto, que não aproveita essas máximas para melhorar-se, que as admira como coisas interessantes e curiosas, sem que lhe toquem o coração, que não se torna nem menos vão, nem menos orgulhoso, nem menos egoísta, nem menos apegado aos bens materiais, nem melhor para seu próximo, mais culpado é, porque mais meios têm de conhecer a verdade. ’


O conhecimento por si só não é detentor de glória, e o proferir como um sábio em meio aos tolos, não carrega nenhuma grande magnificência, pois de nada ele vale se não for vivido. Se o mundo nos oferece portas de desejos sempre abertas, compete a nós o distanciamento de tais vícios mundanos e que perdura ainda mais nossas existências para sanar tais desvios de nosso espírito. Seja em qualquer male que esteja a sua fraqueza, saiba que, mesmo possuindo todos os ensinamentos de Cristo, de nada vale se você não expressa-o em atitudes.


Deus nos dá todas as ferramentas para nossa evolução, e uma das mais importantes é o ‘’Conhece-te a ti mesmo’’, pois só tendo a percepção de quais são os nossos desvios morais, que vamos ter a consciência do desafio de transcender tais defeitos que carregamos em nosso íntimo e tanto nos prendem os passos no caminho da evolução.


Cabe a nós o destino de nossos dias após o desencarne, se ainda em progresso contínuo, ou se, mesmo nos denominando adoradores de Cristo, presos por nossa consciência vivendo o nosso próprio inferno no umbral, por consequência de atitudes que vão contra os exemplos que Cristo nos deixou. Ainda temos a percepção de que pela escolha doutrinária, teremos nossa estadia garantia em uma colônia espiritual, pois em nosso utópico olhar somos pessoas de bens, apesar de as vezes não resistir às tentações terrenas.


Se escolhemos o Cristo como nosso guia de plenitude, temos o dever de nos esforçar dia após dia, em prol de nosso desenvolvimento espiritual e moral, pois somente seguindo os seus preceitos é que vamos alcançar com honra a Sua glória na eternidade.


Não existe tentação maior que nossa vontade em progredir, pois esses desvios são reversíveis na escala do tempo, nossa vontade perdurará por toda a eternidade e temos o ensinamento de que, como espíritos eternos, chegaremos uma hora ou outra no caminho que precisamos, tendo nós a incumbência de escolher o tempo que iremos sofrer as consequências dos deslizes que cometemos.


Vigiai e orai sempre!


=====

Conheça o Clube do Livro Letra Espírita em www.letraespirita.com.br e associe-se para receber em sua casa o melhor da literatura espírita.


*O livro "Chico Xavier de encarnação a encarnação" faz parte da seleção de Abril/19. Veja seleção completa do mês atual no site.


Contatos:

22  2724-0945

blog@letraespirita.com.br

© 2018 por Equipe Letra Espíírita