• Letra Espírita

A Casa de Deus é o Universo



"HÁ MUITAS MORADAS NA CASA DE MEU PAI - disse Jesus

A Casa do Pai é o Universo.

As diferentes moradas são os mundos que circulam no espaço infinito, oferecendo aos Espíritos moradas apropriadas ao seu grau evolutivo.

Os diversos mundos possuem condições muito diferentes uns dos outros, dependerá do grau de evolução dos seus habitantes.

Nos mundos superiores a forma dos corpos é sempre como por toda parte, a humana, mas embelezada, aperfeiçoada e, sobretudo purificada. O corpo nada tem da materialidade terrena e não está sujeito às necessidades, às doenças e às deteriorizações decorrentes do predomínio da matéria. Os sentidos (visão, audição, etc) têm mais percepções. A leveza dos corpos torna a locomoção rápida e fácil. Eles deslizam ao invés de se arrastarem penosamente pelo solo como fazem nos mundos inferiores.

Há os que são ainda inferiores à Terra, física e moralmente. Outros estão no mesmo grau que o nosso. E outros são mais ou menos superiores, em todos os sentidos.

Embora não possamos classificar os mundos de maneira absoluta, para melhor entendimento, Allan Kardec os dividiu de um modo geral:

MUNDOS PRIMITIVOS: onde se verifica as primeiras encarnações da alma humana; a forma humana não tem beleza; o sentimento é sem delicadeza ou benevolência, sem noção do justo ou injusto; a força bruta é a sua única lei; sem indústrias, sem invenções, dedicam sua vida à conquista de alimentos. Alguns trazem mais aguçado a intuição da existencia de um Ser Supremo. Esse instinto é suficiente para que uns se tornem superiores aos outros, preparando-se para sua evolução.

MUNDOS DE EXPIAÇÃO E PROVAS: em que o mal predomina; mas o mal é uma necessidade para seus habitantes darem valor ao bem, da noite para admirar a luz, da doença para apreciar a saúde. Esses mundos (é o caso da Terra) servem de exílio para os Espíritos rebeldes à lei de Deus. Neles os Espíritos lutam penosamente, ao mesmo tempo, contra a perversidade dos homens que convivem com eles e a crueldade da natureza (tsunami, terremoto, maremoto, etc), para que desenvolvam de uma só vez as qualidades do coração e as da inteligência. Mas, não são todos os Espíritos encarnados nestes mundos que se encontram em expiação. As raças que chamamos de selvagens são Espíritos recém saídos da infância evolutiva, portanto, estão ainda educando-se e desenvolvendo-se ao conviver com Espíritos mais avançados. Quando evoluem um pouco, tornam-se raças semicivilizadas, são os que chamamos de raças indígenas, que se desenvolveram pouco a pouco através de longos períodos seculares, conseguindo algumas a atingir a perfeição intelectual dos povos mais esclarecidos.

MUNDOS DE REGENERAÇÃO: servem de transição entre os mundos de expiação e os felizes. A alma que se arrepende, neles encontra a paz e o descanso, para continuar expiando (pagando as faltas). Neles não há mais paixões desordenadas que escravizam; não há mais o orgulho que emudece o coração; a inveja que tortura e o ódio que asfixia. Todos se esforçam para seguir as leis divinas. Mas, nesses mundos o homem ainda é falível e o Espírito do mal ainda não perdeu completamente o seu domínio sobre ela. Se ele não estiver firme no caminho do bem, pode cair novamente em mundos de expiação.

MUNDOS FELIZES: onde o bem supera o mal. As relações de povo para povo sempre são amigáveis, jamais são perturbadas pelas ambições de dominação e pelas guerras. Não existem senhores nem escravos nem privilegiados de nascimento; só a superioridade moral e intelectual determina as diferentes condições e confere a supremacia; a autoridade é sempre respeitada porque decorre unicamente do mérito e se exerce sempre com justiça.

MUNDOS CELESTES OU DIVINOS: morada dos Espíritos purificados, onde o Bem reina sem mistura.

O progresso é uma das leis da natureza. Todos os seres da criação, animados e inanimados, estão submetidos a ela, pela bondade de Deus, que deseja que tudo se engrandeça e prospere. Até a destruição, que pode parecer o fim das coisas, é apenas um meio de transformação, a um estado mais perfeito.

Ao mesmo tempo que os seres vivos progridem moralmente, os mundos que eles habitam progridem materialmente. Assim evoluem paralelamente os animais (nossos auxiliares), os vegetais, porque nada fica estacionário na natureza.


A Terra esteve material e moralmente num estado inferior ao de hoje, e atingirá, sob esses dois aspectos, um grau mais avançado. Ela chegou a um de seus períodos de transformação, e vai passar de mundo expiatório a mundo regenerador. Então, os homens encontrarão nela a felicidade, porque a lei de Deus a governará.

(Resumo de Rudymara retirado do O Evangelho segundo o Espiritismo, cap. III)

Observação: Moramos numa Galáxia (conjunto de estrelas) chamada Via Láctea. No Universo há bilhões de Galáxias, se não for trilhões, ou outros “ões” . . . Mas, nesta galáxia (Via Láctea) está situado o Sistema Solar que é constituído pelo Sol e corpos que orbitam ao seu redor, como os 8 planetas (Mercúrio, Venus, Terra, Marte, Júpiter, Saturno, Urano e Netuno). Em pesquisas atuais, já foram constatados que há mais sóis e mais planetas somente na nossa galáxia.

#Deus #Rudymara

Contatos:

22  2724-0945

blog@letraespirita.com.br

© 2018 por Equipe Letra Espíírita