Contatos:

22  2724-0945

blog@letraespirita.com.br

© 2018 por Equipe Letra Espíírita

  • Letra Espírita

A vida pede um pouco mais calma

Atualizado: 7 de Jul de 2019



Victor Hugo Freitas


Em tempos modernos, estamos acostumados a ir e vir sempre em alta velocidade, correndo contra o tempo... Mas correndo atrás do que mesmo? Temos afazeres que nos ocupam nas 24 horas do dia. É trabalho, estudo, coisas a resolver. E às vezes, ou quase sempre ficam coisas pendentes por aí. Mas e a família, amigos, momentos a sós? Esses momentos estão cada vezes mais raros. Chico Xavier sempre dizia que Deus nos concede a cada dia, uma página de vida nova no livro do tempo e tudo que colocarmos nela, corre por nossa conta. E como está sendo escrito esse livro? Quais são as emoções reais, como pretendemos finalizar essa história e o que pretendemos deixar de legado para nossos filhos e netos? Dinheiro, heranças? Ou lembranças, educação? O tempo é algo imutável, sempre andamos para frente e nada pode deter o relógio.

Divaldo Pereira Franco através do espírito Joanna de Ângelis disse que deves aproveitar todas as horas de sua existência carnal e que o tempo e o vento que passam não retornam jamais. O tempo passa por nossas janelas a despeito de nem deixar o sabor, o que fica é apenas a sensação de não ter feito nada. Ainda não entendemos que quanto mais corremos, mais o tempo voa. Estamos focado nas disputas, na quantidade. Compartilhar, desfrutar, qualificar, agradecer são palavras que parecem ter ficado no passado.

No livro “Caminho e Vida”, capítulo 1, o Espírito Emmanuel através de Chico Xavier fala muito a respeito do tempo. Ele diz que a maioria dos homens não percebe ainda os valores infinitos do tempo. Existem efetivamente os que abusam dessa concessão divina. Emmanuel fala da importância em ter equilíbrio em tudo que se faz enquanto estamos na nossa passagem na Terra.

O quão importante é valorizar o dia e que “matar o tempo” pode ser algo que você nunca mais recupere. Uma folha só cai uma vez da árvore. O hoje será apenas hoje, o amanhã pode não existir. Seu filho estará crescido, e você estará cansado de mais e com paciência de menos para acompanhar sua geração. Não envergonhe-se de fazer diferente da maioria. Surpreenda-se com sua família. Atire-se! Suas escolhas podem dar resultado de 50%, assim como a dos outros. Mas não jogue tempo fora...

Fica como sugestão o desafio de nos questionarmos:

- Nosso trabalho é prazeroso?

- Temos qualidade de vida?

Difícil achar as respostas, mas creio que mais difícil seja aceitarmos esse desperdício de tempo. Pergunte a um monge budista como ele utiliza o tempo. Quais sãos seus reais valores e o que ele pretende levar dessa vida e deixar nesse mundo.

Dedique-se mais a você, ore, reflita, sintonize-se com Jesus. Ouça as palavras dele no Evangelho. Use-se deste tempo para aprender e semear coisas boas.

A vida não precisa de tanta velocidade, culpas, perseguições, cobranças indevidas e falsas esperanças.

Nosso corpo precisa mais de alma e a vida pede um pouco mais de calma!

#Reflexões #VictorHugoFreitas