• Letra Espírita

A INVEJA


Jackelline Furuuti

Um dos sentimentos mais polêmicos que temos na humanidade é a inveja.


Parece ser de fácil identificação mas não é e de antemão é recomendável estar com o ego preparado para ler esta reflexão ou ao menos, em busca da desconstrução de algumas crenças limitantes que se hospedam nessa palavra.


Todos em algum momento da vida já viveu uma situação de frustração. Vivemos em um mundo onde as injustiças sociais nos testam a todo instante. "Por que eu trabalho tanto e não posso ter o que o outro tem, se ele trabalha até menos que eu?"


Observe. Por que quando nós sentimos a frustração, ela tem um peso. E quando esse mesmo sentimento vem de uma segunda pessoa, esse peso muda?


Ego.


Mas vamos mais fundo, talvez no que mais se aproxima do que realmente é a inveja:


"Eu não quero o mesmo que ele, eu quero o que É DELE."


Esta é a inveja, o mais triste e destruidor sentimento. Vem com uma carga de egoísmo tamanha, que até mesmo a própria razão falha.


Diferente do que a maioria pensa, é um sentimento que tem poder de destruição muito maior para quem tem o sentimento do que o receptor, uma vez que, se este estiver protegido, com boas vibrações, pensamentos elevados, dificilmente ele experimentará algum efeito.


É aí onde entra a grande dificuldade: estarmos em equilíbrio.


Temos uma tendência de auto condenação, de medo, que nos limita até a felicidade. É aquele momento em que você está tão bem, que teme celebrar para não "atrair" a inveja alheia, que você até simula uma certa tristeza e que se não vigiar, beira à avareza.


É também uma armadilha que "captura" os orgulhosos, que insistem em pôr a culpa na "inveja" para se isentarem de seus insucessos.


É mais fácil culpar uma força oculta como causa, do que buscar em si mesmo as razões que resultaram neste efeito.


Para lidar com essas situações, a reforma íntima e a espiritualidade nos instrui sabiamente que, nada nos acontece sem uma razão, o acaso não existe.


Por mais que nos pareça injusta uma perda, por exemplo, as vidas passadas se não fossem encobertas pelo véu do esquecimento, nos responderiam à essas questões.


É preciso se libertar do ego, que parece fazer com que o mundo esteja conspirando contra você e também, do orgulho, trazendo para si a responsabilidade, o protagonismo desta reencarnação. Porque o que vem de fora, pouco pode ser feito, mas o que vem de dentro, está totalmente em nossas mãos.


É mais fácil então, se proteger com a famosa oração e vigia do que a todo tempo buscar por culpados, pragas e maldições. Até mesmo porque, Deus não permite que algo nos aconteça sem que precisemos passar, seja algo bom, seja algo "ruim" para nos trazer ensinamentos.


Aprenda a ressignficar suas dificuldades, não culpabilize o outro, não deixe que os outros decidam por você se sua vida será feliz ou não, dando o nome de INVEJA para isso.


Sobre o que fazem nem sempre você terá o controle, mas sobre o que você recebe, só você pode decidir se quer carregar, se te serve ou não.


A inveja só prejudica o destinatário se o remetente encontrar brechas abertas pelo medo, pelo ego e pelo orgulho.



Contatos:

22  2724-0945

blog@letraespirita.com.br

© 2018 por Equipe Letra Espíírita