• Letra Espírita

Em Busca da Felicidade



Quando eu me formar e tiver meu próprio negócio, um carrão na garagem eu vou ser feliz!

Quem já não pronunciou ou ouviu alguém dizer algo semelhante alguma vez na vida. Outros ainda poderão dizer que quando casarem com alguém dos seus sonhos e constituírem família serão muito felizes. Que quando emagrecerem e couberem no tamanho X de roupa serão muito felizes. Ao fazer a viagem do sonho ou conquistar o status social que almeja.

E quem de nós não conhece pessoas que tem tudo isso e não são felizes. Pessoas que são tristes, angustiadas, rancorosas, apáticas ou mesmo invejosas da vida alheia. Tudo por que a felicidade não é ter e sim ser. Difícil? Sim, mas não impossível.

Em nossos julgamentos apressados não paramos para pensar. Quando vemos a riqueza e a beleza material que ela pode proporcionar, não pensamos se, realmente, atrás desse glamour, existe felicidade. Já dizia Epicteto, “Não busque a felicidade fora, mas sim dentro de você, caso contrário nunca a encontrará.

No livro “O Céu e o Inferno”, o codificador da doutrina espírita, fala que não é possível harmonizar a felicidade plena com a imperfeição espiritual. “A felicidade terrestre é relativa à posição de cada um. O que basta para a felicidade de um, constitui a desgraça de outro. Haverá, contudo, alguma soma de felicidade comum a todos os homens? Sim, a busca pela evolução do espirito no caminho do bem.

Já Joanna de Ângelis, no livro “Lições para a felicidade”, psicografia de Divaldo Pereira Franco, diz que nós temos que ter urgência em nos ajustarmos aos padrões do Evangelho de Jesus, caso quisermos gozar de felicidade aqui na Terra. “É verdade que não se pode desfrutar de felicidade plena durante a jornada carnal, no entanto, por meio dos atos morais cada pessoa pode atenuar as aflições que decorrem das experiências infelizes originadas em suas existências anteriores”.

Podemos vigília individual, em nossas atitudes cotidianas para com nossos semelhantes e na busca incessante pelo bem sermos e sentirmos felicidade. Felicidade é um estado de espirito que independe dos bens materiais que possuímos. Felicidade tem muito a ver com gratidão, respeito e perdão.

Quando estamos em paz conosco, a uma alegria infinita que brota em nossos corações. É uma sensação prazerosa que nos faz agradecer pelo lindo por do sol que temos o privilégio de compartilhar com nossos irmãos. É o parar o que se está fazendo e ouvir o canto de um pássaro. O sorriso de uma pessoa na rua quando lhe falamos um bom dia. A gargalhada de uma criança por algo que ela acha engraçado.

Felicidade nesse mundo são momentos. A felicidade plena não é desse mundo, já diz as palavras do Evangelho Segundo o Espiritismo, mas cabe a nós decidirmos se passaremos por essa experiência nessa vida com esperança e um olhar amoroso pelas coisas ou se vamos ser amargos e reclamar de tudo.

O espiritismo nos ensina ainda que a vida material tem como objetivo aperfeiçoamento espiritual e desenvolvimento de nosso potencial tanto afetivo como intelectual e que para atingirmos o equilíbrio entre amor e sabedoria é preciso ter várias experiências no plano físico. Ensina também que a felicidade se dá quando cumprimos nossos deveres tanto de ordem material quanto moral. Ou seja, aquela máxima de o quanto mais nos é dado, mais nos será cobrado se encaixa perfeitamente nessa frase.

Se temos a possibilidade de vivenciar essa experiência com um pouco mais de recursos morais e financeiros, devemos oferecer ao nosso irmão as possibilidades de usufruir dessas coisas também. Não significa que você deverá sair dando tudo o que tem e ficando igual ao seu irmão, mas ajudando-o e se for de acordo com o que este luta, evoluir também.

Temos que ter em mente que cada um de nós antes de nascer escolheu onde e como queria nascer, para assim resgatar dividas adquiridas por nossos comportamentos no passado e que foram esquecidas nessa vida para que possamos resgatá-las sem o peso da culpa ou da revolta. De acordo com a forma como caminhamos nessa experiência, podemos até amenizar muito do que nos foi programado pela vibração que compartilhamos. Se vivemos no bem, mesmo com as dificuldades da vida, se somos gratos pela vida e pelo que conquistamos, mesmo sendo pouco aos olhos dos outros. Se estamos em paz com nossas escolhas, tudo se abre a nossa frente.

A Doutrina Espírita ensina que na Terra todos sofrem, pois o sofrimento ainda é inerente ao nosso atual estágio evolutivo, mas que, apesar disso, todos podem desfrutar de momentos felizes e que essa felicidade está em fazer os outros felizes. E esse ser feliz é a palavra amiga, o bom dia na rua, a ajuda desinteressada, a ajuda em uma ONG, um hospital, uma escola. Gosto de uma frase que diz que sabemos muito de uma pessoa que ajuda pessoas que não podem oferecer nada em troca, pois essas fazem apenas pelo prazer de fazer.

O verdadeiro sentido da vida é aquele que resulta do próprio esforço. A felicidade, do mesmo modo que todas as alegrias, não se concede, conquista-se.

Li um texto uma vez que narrava as histórias de dois meninos. Um morador de uma favela sempre descia o morro para jogar bola em um campinho e passava em frente a uma linda casa onde pensava, “Como deve ser feliz a pessoa que mora nessa casa!”, enquanto isso dentro da casa na janela uma outra criança tetraplégica olhava o menino descer a rua com a bola e pensava, “como deve ser feliz esse menino que pode correr e brincar com seus amigos!”. Portanto, antes de reclamar da vida que tem olhe para o lado. Como já disse Chico Xavier "Você nasceu na família que precisava ter nascido. Você veste o corpo físico que você merece e mora onde certamente é o melhor para você, de acordo com tua própria consciência.

Você possui os recursos financeiros totalmente coerentes com as suas necessidades e sua consciência atual. Nem mais, nem menos. O seu ambiente de trabalho é o que você elegeu, para tua própria realização e para atingir apenas o patamar que você tem condições de atingir hoje. Seus parentes e amigos são as almas que você mesmo atraiu, de acordo com tua frequência e com tua afinidade.

Portanto, teu destino está constantemente sob o seu controle, pois você escolhe, elege, atrai, busca, expulsa e modifica tudo aquilo que te rodeia e pertence a tua realidade hoje. Os seus pensamentos, suas emoções e suas intenções são a chave dos seus atos e atitudes. São a fonte de atração e repulsão nos caminhos da tua vida.

Não reclame e muito menos se faça de coitado, de vítima. Antes de afundar sua autoestima, esperando que o universo, o mundo espiritual e as outras pessoas resolvam seus problemas e cuidem de você como se fosse um neném, reflita, analise e observe, e verá que a mudança está dentro de você, em suas mãos. Reprograme seus padrões, cresças e objetivos, pratique o bem, ame, e certamente terá uma vida melhor."

Então meus irmãos,

A felicidade é o caminho e caminhando estou.

Fiquem em paz.

=====

Conheça o Clube do Livro Letra Espírita em www.letraespirita.com.br e associe-se para receber em casa livros espíritas e aprender sobre a Doutrina.


#Felicidade #JulianaProcópio

Contatos:

22  2724-0945

blog@letraespirita.com.br

© 2018 por Equipe Letra Espíírita