• Letra Espírita

Entrevista com Irvênia Prada, autora do livro "A Alma dos Animais"



No mês de Agosto/18 o livro "A Alma dos Animais" é um dos itens que fazem parte do Kit Literário Letra Espírita. Trazemos uma entrevista com a autora do livro, Irvênia Prada:

Desde quando você começou a escrever livros espíritas?

R – O primeiro livro que escrevi, foi sobre animais, na visão espírita, em 1998 – A Questão Espiritual dos Animais. Eu vinha já há alguns anos buscando na literatura espírita, particularmente nas obras básicas da codificação, respostas sobre várias perguntas que eu, como médica veterinária e espírita, me fazia a respeito dos animais. Percebi que nem todas tinham respostas diretas e definitivas, motivo pelo qual coloquei no título desse livro, a palavra “questão”, que nos dicionários quer dizer “matéria em discussão”.

Qual sua relação com a doutrina espírita?

R – Nasci em berço espírita, graças a Deus e tenho orgulho de dizer que meu avô paterno – Caetano de Santis é que idealizou e construiu, com ajuda de amigos, em nossa cidade de origem – Itobi, SP, o Centro Espírita ”Luz e Caridade que, no ano passado, em 2017, completou 100 anos. O exemplo de meus familiares nas tarefas doutrinárias foi minha motivação para assumir o compromisso de divulgação do Espiritismo, o que faço com determinação e responsabilidade, há mais de 50 anos mediante palestras, cursos, artigos, entrevistas e publicação de livros.

Conta pra gente como é o processo de escrita? De onde vem a sua inspiração?


R – Eu sou naturalmente motivada a escrever, gosto de escrever. Posso dizer que tenho memória motora, como referem os pedagogos, pois ainda quando estudante tinha o hábito de registrar pela escrita tudo o que ouvia dos professores. Era a minha maneira de memorizar o conteúdo das aulas. Sempre escrevi de maneira prazerosa e até hoje, mesmo quando estou preparando palestras no power-point, abro um arquivo paralelo no word e aí vou registrando as informações obtidas e elaboradas sobre o assunto. Sinto que sou inspirada pelos amigos espirituais, pois às vezes quando releio alguns textos eu me surpreendo com a construção de algumas frases e abordagem dos assuntos, pelo que sou sempre grata.

O seu livro que será distribuído pelo nosso clube tem como título: A alma dos Animais, o que levou você a escrever um livro com esse tema?

R – Esse livro tem uma longa história. Foi o primeiro que escrevi, em 1997, portanto um ano antes de A Questão Espiritual dos Animais. Ele teve, de início, uma abordagem apenas acadêmica, sem nenhuma referência à literatura espírita, pois seu propósito era o de dar o recado bem sustentado em argumentos científicos, aos meus colegas médicos veterinários e também à comunidade leiga, de que os animais têm sim essa dimensão mental que, de modo geral, lhes era negada. A colocação do termo “alma”, no título, foi provocativa, mas conforme esclareci de início, representava tradução do termo latino animus que significa, entre outros atributos, também mente, psique, psiquismo. Nos últimos tempos, eu já estava liberada do contrato com a editora que havia publicado esse livro e ele estava esgotado. Pela especial gentileza do pessoal da Casa Editora O Clarim, de Matão – terra de Cairbar Schutel - , especialmente de meu prezado amigo Aparecido Belvedere, fui convidada a reeditar com eles o livro, o que fiz com muita alegria e gratidão, acoplando a visão espírita aos diferentes assuntos que fizeram parte dessa nova edição.

O que você aprendeu com esse livro?


R – Cada novo texto que escrevo representa instrumento de renovação de conceitos, de superação de antigas idéias e, portanto, de aprendizado. Isto porque simplesmente não se senta ao computador e se vai escrevendo. Para que surja uma escrita, são necessárias incansáveis pesquisas, leituras e releituras de páginas espíritas e acadêmicas, conferência de dados... Particularmente com a elaboração da nova edição desse livro – A Alma dos Animais - , tive oportunidade de contrapor informações que obtive em obras espíritas básicas com resultados atualizados de pesquisas científicas, o que acrescentou bastante no meu entendimento quanto à interação da natureza física e espiritual dos animais.

O que acha da distribuição dele pelo nosso Clube do Livro Letra Espirita?

R – Fiquei gratamente surpresa com a notícia de que o Clube do Livro Letra Espírita havia tomado a iniciativa de distribuição desta minha obra aos associados, uma vez que vocês estão trabalhando como parceiros meus e da editora, nesse propósito que nos é comum, tal seja, o de buscar conhecimentos sobre os mais variados assuntos, à luz da Doutrina Espírita. Durante esses anos todos, tenho observado que existe um significativo desconhecimento, no meio espírita, sobre questões elementares relativas aos animais, como o fato de que são seres espirituais em evolução, com inteligência e outros atributos correlatos. Portanto, sou muito grata a todos por essa louvável iniciativa, desejando que de alguma forma eu possa estar contribuindo para o conhecimento e entendimento da verdadeira natureza dos animais!

=====

Veja toda a seleção do mês em www.letraespirita.com.br e associe-se para receber livros espíritas em sua casa!


#Entrevista

Contatos:

22  2724-0945

blog@letraespirita.com.br

© 2018 por Equipe Letra Espíírita