• Letra Espírita

Mediunidade de Efeitos Físicos



Presente desde o início da história da civilização, a mediunidade sempre foi associada ao sobrenatural, mas graças aos avanços da humanidade e aos estudos envolvendo esta temática, atualmente a maioria das manifestações registradas ou catalogadas, possuem explicações científicas, na maior parte embasadas pela Física.

Em termos de classificação, o brilhante codificador da Doutrina Espírita, Allan Kardec, dentre várias perspectivas, também dividiu as manifestações de acordo com seus efeitos: físicos ou inteligentes.

Consideraremos para nossos estudos, neste primeiro momento, a mediunidade de efeitos físicos, que é aquela que nos proporciona fenômenos que são sensíveis, audíveis ou visíveis aos nossos sentidos. Complementarmente, podemos também considerar enquadrados nesta designação, fenômenos que independam da inteligência do médium, já que necessitam apenas de seus fluídos magnéticos para acontecerem, desde que demandados pela espiritualidade. No entanto, aqui cabe uma observação importante, existem médiuns que têm a habilidade de realizar estes fenômenos por vontade própria, ou seja, de acordo com suas aptidões e, portanto, usando sua inteligência.

Sendo assim, temos mediunidade de efeitos físicos, demandada pela espiritualidade, utilizando fluídos magnéticos, providos por um ou mais médiuns, com ou sem os seus consentimentos. Também existindo tal fenômeno demandado pelo médium ou pelos médiuns, levaremos em conta apenas aqueles que incluem a participação da espiritualidade para que se caracterize o objeto da mediunidade, que seria a interação entre seres dos planos físico e espiritual. Portanto, observamos que existem fenômenos de efeitos físicos que são classificados como “não mediúnicos” ou “anímicos”, já que dependem apenas da capacidade própria do médium e que serão exemplificados mais à frente.

Os fenômenos que normalmente são retratados em filmes, através de casas “mal assombradas”, envolvendo barulhos, deslocamentos de objetos, escritas em paredes ou espelhos, transfiguração das pessoas e “aparições” (materialização), são tipicamente obtidos através da mediunidade de efeitos físicos. Nestes casos, normalmente os espíritos “captam” o fluído magnético, também chamado de ectoplasma, do médium sem o seu conhecimento, para causarem estes efeitos. Em muitas destas vezes, os envolvidos até desconhecem o fato de terem qualquer capacidade mediúnica.

Importante ressaltar que para os espíritos atuarem sobre a matéria para proporcionar estes fenômenos, necessitam dos fluídos magnéticos animalizados, ou seja, dos encarnados.

Em outro sentido, existem sessões focadas para trabalhos envolvendo esta capacidade mediúnica. Nestas reuniões, médiuns definem objetivos específicos, como a materialização de objetos ou pessoas, ou ainda, o transporte de objetos através do ambiente; sendo então auxiliados pela espiritualidade.

A bicorporeidade, que seria a projeção do próprio espírito do médium em outro local, materializando-se ou não, muitas vezes é conseguida de forma “anímica”, de acordo com a capacidade do médium e, por isto, deixando de ser classificada como mediunidade, por não haver a necessidade da interação com algum ser espiritual. Muitos médiuns brasileiros tiveram ou ainda têm esta capacidade, mas dos casos mais conhecidos, podemos citar o do venerando Chico Xavier, que dentre vários relatos, possui um bem peculiar, acontecido numa visita de atendimento em um Centro Espírita de uma determinada cidade de Minas Gerais. Nesta ocasião, ocorreu um tumulto na multidão, onde foi constatada a presença de uma pessoa portando uma arma à vista de todos. Logo em seguida, aparece uma guarnição policial, alegando ter sido acionada pessoalmente por Chico Xavier, quando estava em patrulha na rodoviária desta cidade; sendo que Chico em nenhum momento havia deixado o recinto do Centro.

Embora a mediunidade de efeitos físicos seja extremamente atraente a nossa curiosidade, é um tipo de mediunidade que é dificilmente encontrada na atualidade, haja vista que a mesma foi muito utilizada exatamente para este fim em tempos passados. Foi através destes fenômenos que os estudiosos, pesquisadores e cientistas se interessaram e iniciaram os estudos sérios que acabaram por culminar na codificação da Doutrina Espírita.

Devido ao fato de termos hodiernamente muitos recursos tecnológicos que poderiam “forjar” tais efeitos e dar margem a interpretações equivocadas relacionadas às comunicações com o mundo espiritual, a mediunidade de efeitos físicos tem se tornado mais rara e dado cada vez mais espaço à mediunidade de efeitos inteligentes.

=====

A seleção do mês para sócios do Clube está imperdível! Confira as novidades em www.letraespirita.com.br


#Mediunidade #Espiritismo

Contatos:

22  2724-0945

blog@letraespirita.com.br

© 2018 por Equipe Letra Espíírita