• Letra Espírita

O Legado de Luiz Gasparetto



No dia 03 de maio de 2018 retornou ao plano espiritual o autor e médium espiritualista Luiz Gasparetto, filho de Zíbia Gasparetto aos 68 anos de idade, vítima de um câncer no estômago.

Luiz tem em sua trajetória mais de 30 obras psicografadas, muitas orientadas por seu mentor Calunga. Além dos livros, Gasparetto ficou conhecido por apresentar, em diversos canais de TV e na internet, programas relacionados à espiritualidade e a autoestima.

Sempre muito otimista, mesmo no momento da doença nos deixou uma lição de força e esperança ao afirmar em sua rede social: “Não estou triste nem abatido. Estou diagnosticado fisicamente com câncer no pulmão. Não tenho medo de morrer porque convivo com fantasmas o dia inteiro”.

Disse também numa entrevista: "As pessoas pensam que quando você morre, você se transforma, mas isto não é verdade, permanecemos os mesmos: apenas evoluímos com base nas experiências que fizemos…".

Lembremos deste querido amigo com felicidade e que transformemos nosso lamento em oração pura e sincera, realizada de coração, para que ele possa seguir trilhando sua estrada de luz e realizando o trabalho, agora, do outro lado da vida.

Finalizamos esta breve nota com um poema reflexivo escrito por Rafaela Paes:

A gente vem, mas não vem pra ficar.

A gente vem aprender...

A gente vem ensinar...

A gente vem rir e chorar.

A gente vem mais pra ser do que pra ter...

A gente vem ouvir mais do que falar...

A gente vem lutar e vencer.

A gente sempre volta, volta para onde hoje não mais sabemos.

A gente volta pra descansar e ajudar. Aqui a gente só deve trabalhar, por nós e pelos outros.

A gente, aqui, tem que fazer da vida uma doação.

A gente, aqui, tem que fazer da vida uma eterna vibração...

Vibração que chegue até lá, lá onde não nos recordamos, mas que por um fio de prata estamos sempre ligados.

Ah, e quando esse fio se parte, chega a hora de nos despirmos dessa carne, assumir a forma real e voltar à morada verdadeira.

Daqui sempre lembramos... A saudade é uma dor que dói em dois lugares, já dizia um Chiquinho que hoje está lá.

Lá, tantos Chiquinhos, Luízes, Andrés, Joannas, Emmanuéis... Aqui tantos outros, lutando em busca de chegar lá, melhores do que chegaram aqui.


Contatos:

22  2724-0945

blog@letraespirita.com.br

© 2018 por Equipe Letra Espíírita