• Letra Espírita

O Medo de Errar



De todas as coisas que temos mais medo acredito que o medo de errar seja o mais forte e recorrente entre nós seres humanos. “O medo é inerente aos seres dotados de sensibilidade emocional, e o homem, como ser biológico mais evoluído, manifesta-o em diferentes circunstâncias e por diversas razões.”

Seguindo pelo pensamento da evolução das espécies o medo sempre fez com que as criaturas ficassem alerta contra predadores na vigília pela vida. O medo é uma sensação que proporciona um estado de vigília, de alerta, demonstrado pelo receio de fazer alguma coisa, geralmente por se sentir ameaçado, tanto física como psicologicamente. Ele pode se caracterizar em um estado de apreensão, de atenção esperando que algo ruim possa acontecer e isso pode ser real ou imaginário.

O medo é importante para a sobrevivência humana, pois evita que o mesmo se exponha a situações perigosas, além de ter ajudado na adaptação ao meio ao longo do tempo.

No entanto, devemos ser vigilantes para que o medo não nos paralise e nos faça estagnar em nossa evolução. Como sabemos, estamos nessa experiência para evoluir em espírito e temos nossos desejos e sonhos para a carreira, família e vida pessoal. Ao nos depararmos com os obstáculos que aparecem, muitos paralisam e não conseguem seguir adiante pelo medo de errar, de não dar certo. Muitas vezes ligado a sentimentos de inferioridade, “eu não vou conseguir”, “isso não é para mim”, “eu não tenho sorte mesmo”, “se der errado o que os outros vão dizer?”, e acabam desistindo e muitas vezes nem tentando.

Uma amiga me disse um dia que queria muito aumentar o seu negócio, mas o medo de que dê algo errado a impede de ousar mais. Perguntei a ela se o medo era por não dar certo ou por medo do que vão dizer caso não de certo.

Os medos estão também muito ligados à culpa e o receio do pré-julgamento de outrem. Muitas pessoas por terem a necessidade de agradar aos outros passam por cima de suas vontades, muitas vezes criando em torno de si uma realidade alternativa para “ser” para os outros a boazinha, mas que viola muito do que acredita. Luiz Gasparetto, psicólogo e médium diz em muitos de seus vídeos que “Você está onde você se põe. Só se ilude, quem é iludível

Eu nasci para o melhor (...) Não tenha medo de tentar nem se culpe quando fizer algo que não dê certo.”, pois somos seres em construção e só através da tentativa e erro aprendemos ao longo do caminho.

Não é por que te colocam pra baixo, menosprezando suas forças que você deve dar ouvidos e desistir. Para começar, devemos ouvir nosso coração, nossas aspirações, medir as circunstâncias e o tamanho do passo, avaliar as alianças e sociedades se for o caso e deixar tudo bem escrito para ser lembrado depois.

Em Mateus 14:28-31 vemos a passagem em que Pedro vendo Jesus caminhar sobre as águas diz “Senhor, se és tu, manda-me ir ao teu encontro por sobre as águas” e Jesus o chama para junto de si, no entanto ao receber as lufadas de vento e perceber a agitação do mar, Pedro começa a afundar e pede por socorro e Jesus o segura e diz, “homem de pouca fé, por que você duvidou?” Se acreditamos no bem porque duvidamos de nós mesmos? Por que não colocamos fé naquilo que vamos por em prática? Muitas vezes somos como Pedro que queremos acreditar, mas nossa fé em nós é muito inferior aos nossos sonhos e verdades. O medo é inerente ao ser humano, mas não nos define.

Algumas pessoas se perguntam por que determinadas pessoas fazem muito mal a outras, roubam, iludem, e mesmo assim desfrutam de certas regalias e bom status (lembrando que não é esse o caminho e nós não o defendemos), isso acontece por elas não se permitirem duvidar de si, mesmo fazendo o mal, não conseguem pensar em outra coisa que não seja o seu sucesso. Pode ser que ela inicie sua colheita nessa vida, como também pode ser que não. O certo é que nesse momento elas focam com tal firmeza de pensamento que tudo irá dar certo que mesmo por pouco ou longo tempo isso acontecerá.

Sair da nossa zona de conforto não é algo fácil, no entanto devemos ter em mente que para conquistar o que queremos evoluir e crescer, devemos ter a coragem de dizer NÃO ao medo e as pessoas tóxicas que nos colocam pra baixo. Que seguir em frente é uma escolha e toda escolha tem seus riscos, ficar parado também tem riscos, já que você não progride, a vida parece que empaca e você passa a olhar a vida como um problema.

“O medo de ser livre provoca o orgulho em ser escravo”, posto que para gozar a liberdade é preciso coragem para se arriscar no terreno das incertezas e da luta. E, assim, temos preferido permanecer na caverna, orgulhosos das nossas sombras, já que lembrando outra vez Dostoievski – “As gaiolas são o lugar onde as certezas moram”. Entretanto, como disse, mais hora menos hora, nos enxergamos e percebemos que o que nos circunda é falso, de tal maneira que desejamos sair, correr, voar, ser livres.”

Viver é um eterno arriscar-se. Peça ajuda a nossos amigos espirituais, procure a força que há em você. Todos nós a temos em nosso espírito. Force-se a ver o novo dia como uma grande possibilidade de ser feliz e lembre-se que a felicidade está em você e não nos outros ou em outras coisas. Sair de si mesmo, deixar de ser o “benhe” de todo mundo e procurar o que realmente se acredita é uma batalha, mas você pode vencê-la.

Lembre-se: “A única coisa capaz de nos destruir são os nossos pensamentos, quando negativos e infelizes.” Portando mude sua frequência vibracional. Vibre no bem que ele vem.

=====

Conheça o Clube do Livro Letra Espírita associando-se em www.letraespirita.com.br


#Medo

Contatos:

22  2724-0945

blog@letraespirita.com.br

© 2018 por Equipe Letra Espíírita