• Letra Espírita

O que é felicidade?

Atualizado: 8 de Jul de 2019



Jackelline Furuuti

"A Felicidade não é deste Mundo" (Eclesiastes) É impossível não sentirmos em algum momento da vida que algo está errado, que o que estamos passando é injusto, que fazemos nada de ruim, mas que a colheita não tem correspondido às expectativas.

Com as provas que temos em nosso dia-a-dia, nos sentimos cada vez mais distantes do que projetamos ser a inalcançável felicidade.

Somos tomados por uma tristeza, que nos tira a visão de tudo, principalmente de momentos felizes. Tudo é "mais ou menos” e quando parece estar bem, já esperamos o próximo tombo.

É uma sensação de que nada muda, de que estamos sozinhos, de que ninguém é confiável, que nada dá certo, que são dois passos pra frente e três pra trás, o que nos leva a patinar mais e mais nesse sentimento tormentoso. A maneira mais eficaz de um Espírito evoluir é justamente encarnando e reencarnando quantas vezes forem necessárias para o seu adiantamento moral e intelectual. É na vida material que ele coloca em prática todo o seu aprendizado adquirido em vidas passadas e durante seu período no plano espiritual. Não há maneira melhor de evoluir senão esta; passando por duras provas e expiações.

Quando tem o indivíduo uma vida a qual se lastima sem motivo real, que sofre sem razão, justificativa plausível seria, o seu próprio espírito sedento por provas para aprimorar seu aprendizado, seu próprio subconsciente cobrando o que em algum momento foi aprendido e carece pôr-se em prática agora. Sofre-se então sem causa aparente, pela tristeza inconsciente de ver o tempo passar e “nada” estar aprendendo. Entretanto, há casos de vidas com sofrimentos intensos, perdas, decepções, pobreza, agressões e todos os obstáculos agrupados em um mesmo período. Deve-se ter diante dessas provas, a resignação para entender que Deus em sua infinita sabedoria jamais permitiria a dor de um filho sem razão de ser. Se a dor existe, é com certeza efeito de alguma ação tomada em outras encarnações e até mesmo nesta, que lhe cabe hoje o devido aprendizado. Não é condenação, é ensinamento.

O livre arbítrio não nos dá a liberdade de agir sem ter reação, seja ela, boa ou ruim, mesmo quando não se tem ciência do erro. São pesos diferentes, mas ambos merecedores de lapidação. Já dizia Paulo de Tarso: “Tudo me é lícito, mas nem tudo me convém”.

Não descartando, inclusive, uma outra resposta de importante peso: o aprendizado a ser ensinado. Jesus sofreu sua crucificação para nos ensinar o perdão, ofereceu a outra face para nos ensinar que todos merecem uma segunda chance e que a justiça divina é exímia cobradora, nos isentando de maiores julgamentos. Não existe no mundo justiça maior que a de Deus. Em um mecanismo de inteligência suprema, tudo se organiza para que se possa aprender e ao mesmo tempo, se ensinar. Nenhuma situação fica inerte, tudo se transforma. Seja resignado e ajude o próximo com o seu exemplo. Pela ótica da sabedoria, observe pela dor da traição, o quanto já cresceu, e já não mais trairás porque sabe o quanto machuca. Observe a decepção e tomarás suas atitudes sem esperar por reconhecimento, aprimorarás a involução do seu ego. Diante da agressão, sentirá a dor do ataque e passará a ser defensor do próximo.

Não existe acaso. Se duvidas que mereças estar onde estás, duvidas então da vontade Divina e Sua perfeição em nos permitir passar somente o que for do nosso merecimento.

Se atravessas hoje, por um momento de tristeza profunda com ou sem causa aparente, siga o exemplo de Cristo, carregue sua cruz, confie nos desígnios de Deus e agradeça pela prova que lhe tem sido ofertada, passe pelas expiações e se fortaleça, cresça! Observe na sua caminhada, momentos simples de ternura, as quais as Providências Divinas te presenteiam como bálsamo.

Refresque-se com as gotas de gentilezas, aqueça-se no calor que uma prece sincera traz, visite um coração aflito pela doença que o incapacita viver plenamente e encontre a felicidade de ter uma saúde razoável, vigie seus pensamentos e afaste-se do sentimento de ingratidão que lhe visita.

Quando nesta vida, que é breve viagem, transbordar as bagagens destas duras e sofridas provas e expiações, retornarás ao seu Lar Espiritual com a sensação de dever cumprido, como um soldado que volta vitorioso para sua família, um soldado que sofreu mas que bravamente lutou pelo caminho da evolução, pelo caminho do bem. E verás então, com felicidade quantas oportunidades teve.

A felicidade não é deste mundo, mas podemos trilhar por ele, com imensa gratidão e alegria. A felicidade não deve ser um objetivo, a felicidade está na oportunidade da busca pelo crescimento mais íntimo, ela está no caminho e por ser a nossos olhos inalcançável, se torna constante.

A felicidade sempre esteve, está e estará presente nessa constância de agir, sofrer, aprender e ensinar. Seja hoje mesmo grato e experimente a mais pura felicidade, que sempre esteve ao seu alcance.

#JackellineFuruuti #Felicidade

Contatos:

22  2724-0945

blog@letraespirita.com.br

© 2018 por Equipe Letra Espíírita