• Letra Espírita

O PODER DA CARIDADE


Fernanda Oliveira


A caridade é a virtude de luz que sacia a alma, é a síntese que norteia o verdadeiro caminho para a felicidade. Somos espíritos imperfeitos e estamos na Terra em busca do nosso aperfeiçoamento moral e a caridade é uma das chaves desse aprimoramento.


Caridade é um ato que não constrange quem recebe e auxilia muito mais a quem pratica do que quem recebe. Precisamos lidar com o mundo conscientes que somos seres gregários e estamos aqui para nos relacionar, conviver e ajudarmos uns aos outros. O grande bem de todos é feito nos pequenos engajamentos diários feitos por cada um de nós. Não existe momento na vida que a gente não tem uma missão e uma ação benéfica para realizar e essas atribuem valor a nossa evolução pessoal.


A vida em sociedade é um aprendizado para o progresso, e o melhor aprendizado se faz junto a ação do bem. Dividir para saber usar e preservar. Devemos adotar um padrão de comportamento baseado no compromisso com o bem e com a melhoria, ampliando nossas ações no benefício coletivo e não mais em favor da satisfação pessoal precisamos ter uma visão globalizada do ser humano procurando ter responsabilidade pelo coletivo. Procurando sair de nós mesmos e de nossas necessidades pessoais e nos colocarmos a disposição das outras pessoas. Não basta despertar a consciência é preciso o agir, mudar atitudes, construir novos paradigmas para obtermos uma coletividade mais justa, mais afetiva e equilibrada. O espírito evolui individualmente, porém seu progresso se dá com o outro e em sociedade.


Em O Livro Dos Espíritos na questão 893 é elucidado que todas as virtudes possuem seu mérito próprio na senda do bem, e que todas sendo realizadas com a intenção de promover o bem de forma espontânea sempre serão fontes de luz em nossas vidas. A caridade é a melhor forma de modificar nossa maneira de enxergar o mundo, entender que estamos todos interligados, modificando e renovando nossos valores. O amor ao próximo não é uma atitude imposta, mas a conseqüência do entendimento que promover o bem transforma nossa vida em uma vida de luz e evolução pessoal, moral e espiritual.


Não podemos entender somente como a prática da caridade a doação de bens materiais ou esmola, a verdadeira bondade desse ato tem e deve ser praticada diariamente, pois é um ato de luz, é caminho, é chave, é a atenção, a palavra amiga, o auxilio, é tratar o outro na mesma forma que gostaríamos de ser tratados, é oração enviada a uma pessoa que sabemos necessitar, é ajudar sem esperar nada em troca, é ensinar o que já sabemos, é dar sem que a outra mão saiba o que foi dado, é estudar buscando o conhecimento para se iluminar e iluminar os outros, é o auto-cuidado; cuidar do outro sem deixar de cuidar de si, é dar aquilo que sabemos que faz falta, é respeitar as diferenças e as escolhas de cada pessoa, é a divulgação da doutrina espírita como auxiliar da moral e do bem viver, é a exposição do evangelho como roteiro de vida, não revidar grosseiras e tratar com amor quem ainda não conhece esse sentimento nobre.


O grande bem de todos é feito nos pequenos gestos de cada um. Como podemos ser inertes com tantas desigualdades e injustiças sociais? Não podemos mudar o mundo, mas podemos ajudar nas pequenas transformações. Não temos o poder de modificar os outros, mas podemos mudar a nós mesmos.


A doutrina espírita é favorável a tudo que reforce o amor, a caridade, solidariedade, as relações empáticas e de auxilio ao próximo. Precisamos acrescentar em nosso propósito de vida o ato de solidariedade e fraternidade, livres de condições e expectativas.


Se ajudarmos alguém esperando receber algo em troca isso não é dar; é emprestar. Necessitamos cultivar uma cultura da generosidade e expandir nosso ideal. A gente é mais feliz quando caminha promovendo a felicidade dos outros.


Devemos agradecer a oportunidade de ser útil, percebendo o quanto temos para contribuir, para doar, para agir e modificar nossa comunidade.


Vamos caminhando com muitas energias positivas construindo uma sociedade mais justa e harmônica com a prática da caridade.

-Referencias Bibliográficas :

1- Kardec, Allan. O Evangelho segundo o Espiritismo. Editora Federação

Espírita Brasileira.2008.

2- Neto, Alexandre Caldine. A vida na visão do Espiritismo.Editora Sextante,2017.

4- Kardec, Allan. O Livro dos Espíritos. Editora Federação Espírita Brasileira.2004

Contatos:

22  2724-0945

blog@letraespirita.com.br

© 2018 por Equipe Letra Espíírita