Tópicos

A Prepotência do Saber



Ah, o conhecimento e suas maravilhas! É bom, importante e salutar saber. Estudar aquilo que ama, compreender o funcionamento das coisas, sejam elas físicas ou abstratas... Entretanto, o conhecimento pode ser perigoso quando cai nas garras de um sentimento chamado prepotência.

A sabedoria do conhecimento reside em saber que quanto mais se sabe, menos se sabe! Pode parecer contraditório, mas não, não é. Saber demanda tempo, demanda dedicação, o mundo é cíclico e o conhecimento também, uma lição aprendida leva a outra que leva a outra... Por isso, quanto mais se sabe, menos se sabe!

Ocorre que muitas pessoas descambam para o jargão “donos da verdade”. E isso em qualquer área: Direito, Medicina, Engenharia, Enfermagem, e até mesmo no Espiritismo. Há um movimento muito conhecido e discutido nos meios Espíritas, onde percebe-se que os mais velhos não levam os mais jovens muito a sério, por mais que eles estudem e se dediquem. Agem como se idade fosse sinônimo de sabedoria, esquecendo-se que podemos ser jovens fisicamente, mas espiritualmente podemos ser ainda mais que velhos que os que hoje o são materialmente.

Ah, a vaidade e orgulho! Ensina-nos o Evangelho Segundo o Espiritismo, no capítulo XVII, item 8, denominado “Sede Perfeitos”:


“A virtude, no mais alto grau, é o conjunto de todas as qualidades essenciais que constituem o homem de bem [...] aquele que faz alarde de sua virtude não pé virtuoso, pois lhe falta a principal qualidade: a modéstia. E sobra-lhe o vício mais oposto: o orgulho. A virtude realmente digna desse nome não gosta de exibir-se [...]. é para essa virtude, assim compreendida e praticada, que eu vos convido, meus filhos. Para essa virtude realmente cristã e verdadeiramente espírita, que vos convido a consagrar-vos. Mas afastai de vossos corações o sentimento do orgulho, da vaidade, do amor—próprio, que deslustram sempre as mais belas qualidades [...]. Mais vale menos virtudes na modéstia, do que muitas no orgulho. Foi pelo orgulho que as humanidades se perderam sucessivamente. É pela humildade que elas um dia deverão redimir-se”.

Ter conhecimento de qualquer área do saber é adquirir para si uma grande responsabilidade. Conhecimento não deve ser guardado, deve ser partilhado, discutido, renovado... sem prepotência, sem ser dono da verdade, sem se impor, sem destratar o outro, sem invadir sagrados que não se conhece... “A quem muito foi dado, muito será exigido”.

Essa breve reflexão merece ser finalizada com uma simples, mas poderosa citação do artigo “A Arrogância e Seus Males”, Do site Fórum Espírita:

“Acima da capacidade intelectual e profissional, está a capacidade de reconhecer que nenhuma verdade é absoluta. Ter a humildade em admitir o próprio erro, mesmo que isto represente situação adversa, é digno e nos aproxima das outras pessoas. O segredo do sucesso começa por ser querido pelas pessoas. A chance de se obter sucesso é inversamente proporcional ao número de inimigos de você cria. Ter autoconfiança , sim. Ser arrogante, JAMAIS. Não confunda arrogância com coragem, ousadia, liderança ou segurança”.

*Rafaela Paes é colunista voluntária do Blog Letra Espírita. Leia outros artigos de sua autoria clicando aqui.

#RafaelaPaes #Prepotência

Postagens Recentes
Postagens Populares
Siga-nos
  • Logo para Site
  • Facebook Long Shadow
  • Twitter Long Shadow
  • Instagram Social Icon
Procure por  palavras chaves

Contatos:

22  2724-0945

blog@letraespirita.com.br

© 2018 por Equipe Letra Espíírita