Tópicos

O MAIOR LÍDER E PORTA VOZ DO ESPIRITISMO


Aryanne Karine


Na história de toda a humanidade, temos milhares (se não milhões) de exemplos de lideranças, cada um em seu segmento, isso pode ser considerado no aspecto político, desde os tempos de impérios e monarquias, como também, no aspecto religioso, como exemplo podemos tomar os primeiros líderes do antigo testamento. Fato é, que desde o primórdio dos tempos, desde que se instalaram os primeiros encarnados em nosso orbe, sempre ouve um papel de liderança, o que auxiliou nos tempos primórdios o desenvolvimento da humanidade.


Olhando inicialmente o âmbito social e fora do contexto espírita sobre o que é liderança, possuímos conteúdos riquíssimos advindo de especialistas, psicólogos e psiquiatras que tanto estudam e podem nos ajudar a entender esse tema que estamos aqui abordando. Daniel Goleman é um psicólogo formado em Harvard e em toda sua história contribuiu e ainda contribui para o nosso desenvolvimento emocional com estudos e livros incríveis que retratam questões sociais e organizacionais. Não fugindo muito do tema, mas ressaltando a importância de se ter definido conceitos sobre o que é liderança e a importância dela para darmos prosseguimento ao nosso conteúdo, trago aqui, um trecho de um dos livros de Goleman para elucidar mais o nosso entendimento sobre o assunto, quando menciona “Uma tarefa básica da liderança é conduzir a atenção. Os líderes nos dizem conde concentrar nossas energias” ¹


Na mesma obra referenciada acima, Daniel Goleman retrata que a liderança possui aspectos neurológicos, que durante anos de estudos científicos, se provou o papel físico que um líder possui pelo seu liderado, obviamente, para não delongar muito o tema e podemos adentrar ao que nos propomos abordar, indico a leitura para quem possuir o interesse em entender um pouco mais sobre como ocorre em nosso sistema cerebral essa associação da liderança e o efeito que os mesmos causam em nosso corpo físico.


Mas o que ainda é muito interessante ressaltar, é que, bem como Allan Kardec menciona em A Gênese: “O Espiritismo e a Ciência se completam um pelo outro”² sendo assim, conseguimos entender da visão cientifica que o ser humano possui uma necessidade biológica de uma liderança para nos guiar em direção aos nossos propósitos, sejam quais forem. Analisando agora, sob a ótica espírita, o nosso plano material é apenas uma cópia falha da nossa verdadeira morada que é a espiritualidade.


Podemos ter excelente noção de como funciona a vida e as instituições no plano espiritual, analisando a obra Nosso Lar, que através da psicografia de André Luiz, utilizando da mediunidade de Chico Xavier, nos transmitiu um rico conteúdo para termos a certeza de que sim, existe uma estrutura hierárquica no plano espiritual, do qual, a humanidade vem tentando erroneamente, geração após geração implementar em nosso plano material, sem sucesso.


Com essa tendência biológica que nós humanidade possuímos em ter um líder para nos guiar, existiu e ainda existe debates retratando sobre quem é o porta voz do espiritismo. De um lado, defensores de Chico Xavier, Divaldo, Haroldo Dutra e muitos outros como lideranças espíritas, de outro lado, pessoas contra alguns de seus posicionamentos dizendo não haver hierarquia no espiritismo, assim sendo, não existe liderança. Mas dentro da ótica espírita, qual das duas visões estariam certas?


Tenho por dizer, que, nenhuma delas. Para os que apontam os nomes citados acima, ou qualquer outro nome, como liderança espírita, todos são apenas espíritos advindos de inúmeras encarnações, talvez com um entendimento maior que o nosso em muitas questões, mas falhos, como todos nós, coloca-los em posição de líderes, em praticamente sua totalidade, se nem eles mesmos se considerarem ou concordarem com tal posição, é um erro grande. Porém, maior que esse erro é o de achar que não existe hierarquia e somos ‘cada um por si’ com seus pensamentos e entendimento.


Em nosso plano material, realmente não existe instituição ou pessoa que fale pelo Espiritismo, pois possuímos nossas tendências que devemos trabalhar de forma para continuar a galgar o percurso de evolução, mas é imprescindível termos o entendimento de que, nossa morada aqui é transitória, como um carro do qual compramos, mas uma hora seu uso se finda, retornamos ao plano espiritual, para adquirir outro ‘carro’ e continuar nosso trajeto. Sendo assim, querer estabelecer uma instituição, pessoa ou grupo de encarnados como detentores de um conhecimento maior sobre o Espiritismo é estar caminhando para o estabelecimento de dogmas e limitações proeminentes de pessoas também limitadas pela bagagem que somente ela, ou elas, possuem, não chegando o ensinamento da doutrina da forma como Kardec tanto se dispôs e trabalhou para nos deixar. Espírito esse, que em momento algum tentou se intitular como um líder espírita, mas sim, um trabalhador dedicado, trazendo os ensinamentos do plano espiritual para auxiliar nosso progresso.


Então aqui, eis o ponto onde chegaremos ao verdadeiro Líder e porta voz do Espiritismo. Se existe na espiritualidade uma hierarquia, e as obras de Kardec nos mostram isso, temos sim uma hierarquia para se respeitar e um líder para seguir. O problema está na visão limitada e material que temos sobre esse aspecto. Se Jesus em toda a literatura espírita é o Governador do nosso orbe, o espírito mais evoluído que temos acesso, temos sim um líder para seguir, que inclusive, veio até nós, nos deixando seus ensinamentos que podemos considerar com nosso limitado entendimento de ‘leis morais’ a se seguir. Ou seja, temos suas leis e seus exemplos para nos guiar, sendo ele o único que deve ser considerado como líder dentro de uma doutrina como o espiritismo que veio para nos mostrar as verdades do mundo (ainda que momentaneamente limitadas). O ponto está, que buscar uma liderança na matéria, ou propagar que não existe liderança nenhuma, ambos são erros de interpretação das lições que Cristo veio nos mostrar.


Aqui estamos somente de passagem, nossa verdadeira morada é o plano espiritual, e, mesmo que as pessoas acreditem ou não, mesmo que entendam ou não, a espiritualidade é quem coordena e organiza a nossa vida em ambos os planos, ou seja, é de lá que é estruturado a nossa evolução coletiva, lá estão os verdadeiros líderes das nações, onde aqui podemos mencionar até Ismael como o espírito responsável por ‘liderar’ nosso país, mas ainda assim, dentro da hierarquia espiritual, liderado por Jesus. Conforme formos nos desprendendo da matéria e da forma errônea da qual temos uma visão desta vida material, vamos entendendo que todo controle e influência que uma instituição ou espírito acredita que possuem, são ilusórios. Tudo aqui finda, tudo aqui é transitório. Kardec, Chico, Divaldo, Haroldo, são somente espíritos em uma das suas inúmeras experiências que já possuem o árduo trabalho de divulgar o espiritismo, abrindo mão de suas vidas pessoais por inúmeras vezes para se dedicar a essa doutrina enriquecedora.


O único que desde o princípio dos tempos, antes mesmo de nosso planeta existir, foi, é e sempre será o mesmo, é Jesus.


Pois como ele bem disse:


“Eu sou o caminho, e a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim” ³

REFERÊNCIAS


¹ GOLEMAN, Daniel, Liderança: a inteligência emocional na formação de líderes de sucesso / Tradução Ivo Kirytiwski – 1. Ed. – Rio de Janeiro: Objetiva 2015. Pg 115


² KARDEC, Alan, A Gênese, Ed. Feb, 30a. edição, 1987.


³ A BÍBLIA, Evangelho de João (14:6)


====


Clique aqui



Postagens Recentes
Postagens Populares
Siga-nos
  • Logo para Site
  • Facebook Long Shadow
  • Twitter Long Shadow
  • Instagram Social Icon
Procure por  palavras chaves

Contatos:

22  2724-0945

blog@letraespirita.com.br

© 2018 por Equipe Letra Espíírita