Tópicos

Todos Somos Médiuns?


Victor Hugo Freitas

Provavelmente, você já deve ter tido algum sonho com sentidos bem próximos à realidade. De repente, você sente que está caindo e acorda assustado. Em seguida, tenta se lembrar do que ocorreu antes, mas não consegue fazê-lo direito. Há pessoas que ao acordar sentem uma sensação estranha e aconselham pessoas a não saírem de casa ou fazerem determinada tarefa. Tudo parece como uma espécie de sexto sentido. Esses exemplos mencionados são tipos de dons mediúnicos inerentes ao ser humano. Dizem que todo mundo tem algum tipo de mediunidade, variando de grau e tipos. Pode ser uma simples experiência em um sonho ou “intuição”, mas estamos na verdade vivenciando eventos que vão além dos 5 sentidos que conhecemos com a ciência. A mediunidade é a conexão entre nosso mundo terrestre com o mundo espiritual. Temos dons de vidência como a clarividência e clariaudiência.


Clarividência é a capacidade de obter conhecimento de algo sem utilizar os canais sensoriais. O espiritismo chama esse dom de visão espiritual que permite ao médium desenvolvido enxergar os planos espirituais. O tempo clarividência foi citado pela primeira vez na questão 402 de “O Livro dos Espíritos” que no capítulo VIII da emancipação da alma fala de sonos e sonhos quando daí vive-se experiências trazendo conhecimentos do mundo dos espíritos.


Clariaudiência é a habilidade de sentir e ouvir coisas à distância. O espiritismo explica que todos nascem com este dom de vidência, sendo que uns desenvolvem mais que outros. Quando dormimos, nós reduzimos nossa atividade metabólica o que nos possibilita que nossa alma se desconecte do nosso corpo físico. Para a alma, as leis de espaço e tempo são diferentes das que vivemos aqui nesta vida. O médium desenvolvido com o dom da clarividência é capaz de ouvir vozes, sons palavras sem utilizar o sentido da audição. A sensação é que se ouve e se sente dentro do cérebro, além do ouvido físico.


É muito importante que ao sentirmos essas sensações, buscarmos entendê-las com algum médium mais desenvolvido.


Pode não ser uma simples intuição, pode ser um dom que você nem imaginava ter. Há muitos estudos no espiritismo sobre as vidências. Além do livro dos espíritos, o livro dos médiuns no capítulo 14 fala sobre os tipos de mediunidades como médiuns sensitivos, médiuns audientes, médiuns videntes, médiuns falantes, médiuns curadores. Na questão 159 do livro mencionado, há um trecho que diz: “Toda pessoa que sente a influência dos Espíritos, em qualquer grau de intensidade, é médium. Essa faculdade é inerente ao homem. Por isso mesmo não constitui privilégio e são raras as pessoas que não a possuem pelo menos em estado rudimentar. Pode-se dizer, pois, que todos são mais ou menos médiuns.”


Lembre-se que Médium é a qualidade daquele que possui o dom que permite a comunicação entre homens e espíritos desencarnados. Médium, do latim “meio”. Todos nós somos o meio de comunicação entre aqui e lá.


=====

Conheça nossa seleção do mês, está imperdível www.letraespirita.com.br


*O livro "O Evangelho de Paulo", faz parte da seleção de Março/19. Veja seleção completa do mês atual no site.



Postagens Recentes
Postagens Populares
Siga-nos
  • Logo para Site
  • Facebook Long Shadow
  • Twitter Long Shadow
  • Instagram Social Icon
Procure por  palavras chaves

Contatos:

22  2724-0945

blog@letraespirita.com.br

© 2018 por Equipe Letra Espíírita