Tópicos

Relacionamento Abusivo na Visão Espírita


O que podemos entender por relacionamento abusivo na visão espírita?


A questão dos relacionamentos abusivos ganham cada vez mais destaques nas mídias. Pelo menos uma vez por semana encontramos algum post na internet falando sobre a violência contra mulher.


Entretanto, vale lembrar que este tipo de relacionamento não diz respeito somente às agressões físicas, essas relações são caracterizadas também pelo chamado jogo de controle (poder), ciúmes, chantagem emocional, xingamentos, etc.


A palavra “abusivo” significa exagero, falta de respeito. Por isso, toda relação deixa de ser saudável e passa a ser abusiva quando há uma perda do bom-senso e do equilíbrio.


A doutrina espírita nos ensina que existem diversas formas de obsessão. Entre elas: a auto-obsessão e a obsessão entre encarnados.


Com isso, nos relacionamentos abusivos podemos dizer que existe um tipo de obsessão do marido para com a esposa?

De acordo com André Marouço, no programa Boletim, SIM!


“Todas as vezes que pensamos em obsessão, geralmente, acreditamos que se trata de uma ação espiritual para com uma ser encarnado. Porém, uma das mais comuns é a auto-obsessão. O fato da pessoa não se amar, não ver o valor que ela tem é um processo auto-obsessivo”.


Obsessão entre encarnados


Este tipo de obsessão ocorre entre aqueles que habitam um mundo de provas e expiações, por exemplo, a Terra.


No caso do relacionamento abusivo há uma relação obsessiva de quem se julga mais para com aquele que ele julga ser mais frágil