Tópicos

Seremos Exilados da Terra?

Atualizado: 7 de abr. de 2021


Eloisa Leal


E disse-lhes Jesus: “Na casa de meu pai há muitas moradas; se não fosse assim, eu vo-lo teria dito, pois vou preparar-vos lugar.” (João, 14:02)


Diante desta afirmativa de Jesus temos total consciência que a terra não é a única “casa” que pode nós servir de morada, e ele ainda exorta “vou preparar-vos lugar.” Claro, a cada um conforme suas obras, a cada um conforme reforma íntima.

O indivíduo dotado de seu livre arbítrio pode se manter exatamente igual, sem trabalhar nenhuma de suas más tendências, seguir na cegueira do próprio ser e contestar a cada passo as mudanças que ocorrem ao seu redor, sem possuir controle do externo e por vezes sem domínio próprio se deixa dominar ainda mais pelas más tendências que havia vindo a terra com a intenção de reparar, Mas o tempo não para e não espera ninguém segue seu curso de forma implacável, dando o tempo necessário para que cada indivíduo possa progredir moralmente, discernindo entre o bem e o mal.


No evangelho segundo o espiritismo Capítulo 18, “A porta estreita”, recebemos a seguinte orientação de Jesus: “Entrem pela porta estreita, pois a porta da perdição é larga e o caminho que a ela conduz é espaçoso, e há muitos que por ela entram. Como é pequena a porta da vida! Como o caminho que conduz a essa porta é estreito! E como há poucos que a encontram! (Mateus, 7:13 e 14).


Sendo assim, tamanho valor é dado a prática do bem, sendo que a maioria tem a teoria que pouco acrescenta sem obras. Justamente como disse o Divino Mestre na sua pregação: “São muitos os chamados, poucos os escolhidos.”


Diante dos tempos que estamos vivendo sabemos que a transição planetária cumpriu seu ciclo de provas e expiações e passou a partir do ano de 2019 para um mundo de regeneração, o progresso se deu neste mundo, mas não se deu em todas as criaturas que aqui habitam, assim começa a nossa dinâmica de compreender o exílio.

Mas afinal o que é Exílio? Exílio, expatriação forçada ou por livre escolha; degredo.