Tópicos

A Sociedade e o Espiritismo



Todo ser humano vive em sociedade, querendo ou não. Uns escolhem viver em sociedades mais abertas, outros não. Mas nem sempre temos escolha sobre a sociedade que vivemos. Ou temos?

Segundo o dicionário online da língua portuguesa chamado Priberam, sociedade do latim societas que tem como definição principal a “reunião de pessoas unidas pela origem ou por leis.” Podemos definir sociedade como agremiações ou associações de pessoas que são ligadas por ideias ou até por interesses comum. Muitas vezes, nem tão comuns que geram conflitos. Ai está o desafio de viver em sociedade. As sociedades sempre foram objetos de estudo da sociologia (ciência que estuda a sociedade e os fenômenos que nela ocorrem sejam eles culturais, econômicos, religiosos) e da antropologia (ciência que estuda a diversidade cultural humana, onde ou quando ela esteja, tendo em vista que povoamos toda a face da Terra há milhões de anos. O foco é a cultura).

Além da ciência, o espiritismo também estuda muito sobre sociedade, mais do que imaginamos. Por exemplo, já ouviu falar da Lei de Causa e Efeito? Essa tese antiga do movimento espírita que acredita que o pobre de hoje, foi rico em vidas passadas, portanto não há injustiças sociais. É claro que o movimento espírita apoia todo modelo de assistência social, doando bens necessários à vida. É importante ajudar ao próximo, pois somos espíritos em experiência carnal e auxiliamos na construção de uma sociedade melhor, baseada em relações justas e de confiança. Só assim, conseguimos prover condições necessárias para o desenvolvimento individual de cada ser que evolui nesta vida terrena, ou seja, nesta encarnação.

O espiritismo não prega modificações radicais na sociedade, mas procura sempre auxiliar os indivíduos através do amor, do respeito, da humildade, e claro, da caridade e fraternidade. O espiritismo influencia de forma lenta fazendo cada ser refletir, mas quando um avanço é necessário, espíritos mais puros e/ou superiores escolhem pessoas prontas para tal missão.

O capítulo 7 do Livro dos Espíritos dedica-se a explicar sobre a necessidade da vida social. A questão 766 pergunta: A vida social é natural?

— Certamente. Deus fez o homem para viver em sociedade. Deus não deu inutilmente ao homem a palavra e todas as outras faculdades necessárias à vida de relação.

“Comentário de Kardec: Nenhum homem dispõe de faculdades completas e é pela união social que eles se completam uns aos outros, para assegurarem o seu próprio bem-estar e progredirem. Eis porque, tendo necessidade uns dos outros, são feitos para viver em sociedade e não isolados.”

Você já parou para refletir sobre minha pergunta no início do artigo falando sobre escolhas ou não sob a sociedade que vivemos?

Chico Xavier dizia: “Já vivemos muitas vezes, estamos com as pessoas certas para ajustarmos os nossos corações e resolvermos os nossos problemas. Na reencarnação ninguém erra de endereço.”

Essa reflexão serve para a sociedade que vivemos e para a escolha de nossos familiares e amigos feita com muito planejamento no mundo espiritual muito antes de voltarmos à Terra.

Não viva isolado, ajude ao próximo, auxilie na evolução de sua sociedade, deixe um legado que tenha certeza de que irão se orgulhar. A vida é passageira, mas o que você deixa para a sociedade é para sempre. E você ainda vai voltar para desfrutar disso tudo.

=====

A seleção do mês para sócios do Clube está imperdível! Confira as novidades em www.letraespirita.com.br


#Sociedade

Postagens Recentes
Postagens Populares
Siga-nos
  • Logo para Site
  • Facebook Long Shadow
  • Twitter Long Shadow
  • Instagram Social Icon
Procure por  palavras chaves

Contatos:

22  2724-0945

blog@letraespirita.com.br

© 2018 por Equipe Letra Espíírita