Tópicos

A Sublimação da Energia Sexual


Eloísa Leal


Em primeiro lugar, vamos compreender o que significa a palavra Sublimação. A Etimologia da palavra afirma que vem do latim, sublimatione, “ato de sublimar” (SUBLIMAÇÃO, 2020). Sublimar é “Tornar sublime, altear, exaltar, elevar ao mais perfeito possível (...) (MINI DICIONÁRIO, 2018)”.


Como descrito em Gênesis 1:28 (BÍBLIA, 2020), o sexo é anterior ao pecado, sendo assim vital ao desenvolvimento do homem, algo puro e necessário, essencial à natureza do homem. A sexualidade está presente em todos os indivíduos da terra, o homem ao chegar no ponto de sublimação dentro desse contexto acaba por transcender o ato sexual, canalizando essa forte energia de forma positiva e equilibrada em outras áreas da vida”.


Quando comparamos o ato sexual às definições de Sublimação, somos levados a pensar que são opostos. Um é visto como sujo, enquanto o outro, como puro. Por essa razão, muitos são levados a reprimir seus desejos sexuais e a adotar a castidade como forma de se elevar dos demais.


A sublimação da energia sexual ocorre quando o indivíduo já não necessita de troca mediante o ato, pois já está completamente preenchido por essa energia e então pode simplesmente doar-se. Na doutrina espírita, temos claros exemplos dessa sublimação da energia, vista nos médiuns mais conhecidos, que a canalizaram em forma de amor por todas as criaturas.


Até os dias de hoje vemos a sublimação da energia sexual ser imposta, causando grandes desequilíbrios e problemas com a sexualidade, como, por exemplo, a prostituição, pornografia e comportamentos cruéis e compulsivos. Sem cair no vício das paixões, como podemos viver uma sexualidade saudável? Com orientação, responsabilidade e disciplina (REIKDAL, 2020).

Sabemos bem que não devemos reprimir nem negar nossas sombras, mas sim reconhecê-las e trazê-las para a luz do autoconhecimento e transformá-las. Allan Kardec escreveu: “(...) O verdadeiro espírita é reconhecido por sua transformação moral e pelos esforços que faz para domar suas más tendências” (KARDEC, 2017).


A sexualidade deve fluir como algo natural e deve ser admirada como parte essencial da vida, uma troca necessária para o aprimoramento dos indivíduos, evitando sempre os excessos que podem nos levar à degradação moral. Chegaremos à sublimação quando aprendermos a ter total conhecimento de nós mesmos, num primeiro momento. Ao invés de impor a castidade, num ato de reprimir essa energia, que possamos nos educar para viver a sexualidade de forma equilibrada, não nos relacionando com qualquer pessoa. Lembrem-se: a energia sexual é troca.


Ao ser questionado por um jovem sobre sexo antes do casamento, Chico Xavier respondeu: “Meu filho, nada é proibido. No entanto, sem amor, nada vale a pena, nem o sexo, nem o casamento” (SIMONETTI, 2015).


Assim, nos deixa um valioso ensinamento: devemos orientar sem impor para que cada indivíduo possa usar de seu livre arbítrio, sendo orientado para não se deixar levar pelas paixões e, ao mesmo tempo, sem impor castidade, para que não desenvolva problemas com sua sexualidade. O homem deve buscar viver primeiramente esse impulso de forma equilibrada, para depois vivê-lo de forma sublime.


Essa consciência, auxiliada pela disciplina e boa vontade do indivíduo, o levará à sublimação da energia sexual, tudo a seu tempo para não gerar nenhum tipo de desequilíbrio. Chegando nesse estágio evolutivo, o homem poderá canalizar toda essa energia fora do ato sexual, sentindo o prazer até então carnal de forma mais sublime através de atos de extrema bondade e de uma vida voltada a servir o próximo, sem mais a necessidade de troca, apenas de doação. Vivendo, assim, a sexualidade longe do ato sexual, de forma mais elevada, Sublime.

REFERÊNCIAS

BÍBLIA, Bíblia online. Disponível em: https://www.bibliaonline.com.br/. Acesso em 17 dez. 2020.

KARDEC, Allan. O evangelho segundo o espiritismo. 131. ed. Brasília: FEB, 2017.

MINI DICIONÁRIO Escolar da Língua Portuguesa. 1 ed. Barueri: Ciranda Cultural, 2018.

REIKDAL, Marlon. Sublimação da energia sexual de Freud a Kardec (13ª semana espírita da KSSF). 2018. (1h18m33s). Disponível em: https://youtu.be/aOpH_nUseKA. Acesso em 17 dez. 2020.

SIMONETTI, Richard. Rindo e refletindo com Chico Xavier, Volume II. Bauru: CEAC, 2015.

SUBLIMAÇÃO. Dicionário Online de Português. Disponível em: https://www.dicio.com.br/sublimacao/#:~:text=Etimologia%20(origem%20da%20palavra%20sublima%C3%A7%C3%A3o,%2C%20%E2%80%9Cato%20de%20sublimar%E2%80%9D. Acesso em 17 dez. 2020.

2,959 visualizações
Postagens Recentes