Tópicos

Vícios na Visão Espírita e Dificuldades em Deixá-los


Fernanda Oliveira


Vício, segundo o dicionário Michaelis Online, é defeito físico ou moral, imperfeição grave de uma pessoa ou coisa; disposição natural ou tendência para praticar o mal; qualquer ação ou comportamento nocivo motivado por essa tendência; qualquer costume condenável ou prejudicial; costume ou habito permanente de fazer algo; mania; dependência de uma ou mais de uma droga estupefaciente ou de bebida alcoólica, levando a um consumo geralmente incontrolável.


A maioria de nós, de uma forma ou outra, cultivamos ás vezes de forma inconsciente ou não, algum tipo de vício em menor ou maior grau. Vícios demonstram situações e conflitos psicológicos, que levam a busca de algum tipo de fuga que possa amenizar a dor de viver, a perplexidade ou negação da vida, medos e inseguranças.


São desajustes de ordem emocional da nossa natureza imperfeita que objetiva o imediatismo material antes do espiritual. Evidenciam a nossa posição mental inferior que nos leva a hábitos e vontades negativas.


As ilusões do mundo impedem a visão da realidade, e muitos não suportam a realidade e preferem fugir através dos vícios, buscando entorpecer os sentidos para que não tenham que enfrentar a si mesmos. Geralmente os vícios são materiais, como comida, sexo, drogas, trabalho em excesso, etc.


Quando não fazemos nada e descansamos muito, machucamos o corpo, praticamos muita atividade física, consumismo...


O individuo perde o equilíbrio e ilude-se supondo que felicidade é o prazer proporcionado pelo hábito prejudicial praticado. A pergunta 712 de O Livro Dos Espíritos questiona: ”Com que objetivo Deus pôs um atrativo nos gozos dos bens materiais? “Para incitar o homem ao cumprimento de sua missão e, também, para experimentá-lo, através da tentação.” a) Qual o objetivo dessa tentação? “Desenvolver sua razão, que deve preservá-lo dos excessos.” Se comemos demais, usamos drogas ou bebidas alcoólicas, fumamos ou machucamos no