Tópicos

Despindo a Morte - Resenha


Luana Oliveira


Lançamento: julho de 2019, estando a obra em sua 3ª reimpressão, um verdadeiro sucesso da Editora Letra Espírita.

Páginas: 160.

Dividido em quatro partes, somando dez capítulos no total, sendo a Parte I “O Acidente”, Parte II “Descortinando a realidade”, Parte III “Uma nova chance” e Parte IV “Sob os olhos de Núbia”.

Autora: Gabrielle Biondi (pelo espírito de Lúcio); formada em Medicina, Gabrielle frequenta desde criança o Templo Espírita Cristão Luz Universal, localizado em Bocaiúva, Estado de Minas Gerais. Autora de O Regresso de Matias, também pela Editora Letra Espírita.


Despindo a Morte, nos apresenta a Ricardo, um jovem advogado promissor em sua área, pai de duas graciosas garotinhas e marido de Lívia. Ricardo julgava ter a vida dos sonhos e a meta de muitos, e, de forma inesperada, se vê diante de um grande desafio, sendo este o maior de todos eles, a perda de seus movimentos físicos após sofrer um grave acidente de carro. Enfrentou então a tristeza e a amargura em decorrência de tal acontecimento, sendo seu caso clínico irreversível, e optou por deixar sua jovem esposa livre de si mesmo, jugando-se como sendo um peso para ela. No decorrer de sua internação aproxima-se de um enfermeiro que lhe fala sobre questões espirituais, abrindo assim sua mente em relação à eternidade do Espírito, contando também com a ajuda de seu psicólogo. Conhece também Vanessa, filha de outro paciente internado na mesma ala hospitalar, a qual tornou seus últimos dias no plano físico mais leves e descontraídos, até que desencarnou e do outro lado obteve as respostas das quais precisava.


A história nos leva a muitas reflexões, principalmente em relação às provas que nós mesmos escolhemos passar enquanto encarnados na Terra, quando somos rebeldes e preguiçosos em relação à evolução de nosso Espírito, e a expiações, que basicamente seriam as penas impostas por nós mesmos, para que, por meio delas, possamos alcançar a melhora necessária. Além do relato de Ricardo sobre a própria expiação, ao final somos surpreendidos com a revelação acercada conexão que havia entre ele e Vanessa, e também sobre uma parte da encarnação seguinte da jovem, que escolheu reencarnar para vencer as fraquezas de seu Espírito. Em outra vida foram Athos e Luci, um casal apaixonado. Depois, conforme foi necessário, Nubia e Otávio, mãe e filho, mostrando que nossos laços mudam conforme a necessidade, mas sempre sendo eternos.


Cap. IV de O Evangelho Segundo o Espiritismo, Os laços de família fortalecidos pela reencarnação e quebrados pela unicidade da existência, item 18: “Os laços de família não são destruídos pela reencarnação, como pensam certas pessoas; ao contrário, eles são fortalecidos e se estreitam; é o princípio oposto que os destrói”.


KARDEC, Allan. O Evangelho Segundo o Espiritismo, Tradução de Salvador Gentile. 365ª edição, 32ª impressão (edição histórica). Araras: Editora IDE, 2012.

101 visualizações
Postagens Recentes