Tópicos

Mensagem Psicografada: Força e União


Nadir Paes Viana pelo Espírito Jair Amorim

Mensagem psicografada em 12 de julho de 1999


Os postes sustentam fiações de alta tensão, fora do alcance da criança invigilante.


A família equilibrada sustenta a união no lar mantendo seus dependentes dentro de uma linha de conduta formal, advertindo-os dos perigos eminentes que rondam todos os lares.


Não quero ser pessimista, nem fazer crítica isolada, se me permitem, gostaria de adverti-los em questões que parecem muito simples, comuns de modo geral.


Refiro-me ao comportamento da criança, em seus primeiros tempos de vida, no lar em que ora vive. Nós sabemos das múltiplas existências, que precisamos estar atentos na educação deste novo ser que chega à nossa família.


Ele pode ser o equilíbrio que faltava como também pode ser o reboliço que não tínhamos.


A infância permite aos pais ou responsáveis moldar este Espírito, caso sua conduta demonstre distúrbios que visivelmente estão ao alcance dos adultos e não coerentes com os conceitos adotados como sendo melhores.


Existem pais que veem nos filhos um bibelô, um jarro de vidro que necessita ser lidado com cuidados especiais, porque é muito frágil.


Que o bebê é frágil, não resta a menor dúvida, que é um ser indefeso também, tratamo-lo da melhor forma possível dando-lhe carinho, atenção e amor, sem nos esquecermos que ali, naquele corpinho infantil pode estar um Espírito muito vivido, trazendo uma grande bagagem para o bem, ou para o mal.


Suas tendências não se manifestam nos primeiros tempos de vida, por isto a necessidade de observação rígida quanto a sua conduta quando o Espírito começa a assumir suas características reais.


Precisamos ser dóceis para com as crianças?

Claro que sim!

Mas também não podemos esquecer que a argila só é fácil de ser moldada quando está mole.


A criança deve ser trabalhada desde os primeiros dias de vida.


Através de conversa sadia, de brincadeiras educativas e de exemplos que registrem personalidade forte dos que a conduzem.


E nunca é demais dizer que um dia seremos chamados à responsabilidade pela falta que porventura venhamos incorrer diante do filho colocado em nosso caminho...

Por isto senhores pais e responsáveis não deem para a criança apenas a alimentação material, roupas e educação.


É de bom grado que preocupem-se muito mais com a educação do Espírito, mostrando-lhe responsabilidade com o corpo assumido, dando-lhe diretriz correta quanto ao caminho em que deve seguir.


====

Conheça o Clube do Livro Letra Espírita e receba livros espíritas em sua casa!


736 visualizações
Postagens Recentes
Postagens Populares