top of page
Tópicos

Ocupações e Missões dos Espíritos


Julia Thaís Porciúncula Serra


Todos os Espíritos, encarnados e desencarnados, têm missões e ocupações para cumprir, sempre em prol de fazer o bem e com o objetivo de se aperfeiçoar, tanto para si mesmo quanto para a Humanidade, sempre em busca do desenvolvimento e da evolução. As missões e ocupações que são postas variam de Espírito para Espírito e também do que for preciso para o mesmo poder se desenvolver.


Nem todos as ocupações e missões são dadas como punições ou castigos, mas para que cada Espírito consiga desempenhar todas as funções e ver no que pode ser melhor trabalhando para ajudar de forma contínua. Em O Livro dos Espíritos, de Allan Kardec, Capitulo X, que fala exatamente Das Ocupações e Missões Dos Espíritos, ele responde perguntas que podem nos ajudar a compreender melhor como é feita as atribuições a cada Espírito:


558. Os Espíritos têm outra coisa a fazer além do aperfeiçoamento pessoal?

“Eles cooperam para a harmonia do Universo executando as vontades de Deus, de quem são ministros. A vida espírita é uma ocupação contínua, mas que nada tem de penosa, como acontece na vida terrena, porque não há a fadiga corporal, nem as angústias da necessidade” (KARDEC, 2018, p. 196).


559. Os Espíritos inferiores e imperfeitos também cumprem um papel útil no Universo?

“Todos têm deveres a cumprir. O menos qualificado dos pedreitos não contribui para construir o edifício tanto quanto o arquiteto?" (KARDEC, 2018, p. 196).


560. Os Espíritos têm, cada um, atribuições específicas?

“Melhor dizendo, todos nós devemos habitar todos os lugares e adquirir o conhecimento de todas as coisas, presidindo sucessivamente todas as partes do Universo. No entanto, como é dito em Eclesiastes, há um tempo para tudo. Assim, certo indivíduo hoje cumpre seu destino neste mundo, outro o cumprirá ou cumpriu num outro tempo, na Terra, na água, no ar etc” (KARDEC, 2018, p. 196).


Fica claro que todos no Plano Espiritual recebem ordens e ocupações, seja de forma principal ou auxiliando, mas todas tendo o objetivo de desenvolvimento pessoal e espiritual, sempre. Mesmo tendo repouso absoluto, o Espírito continua desenvolvendo seu trabalho e transmitindo suas ocupações para o universo com o intuito de auxiliar, além de passar adiante seus ensinamentos. De acordo com a realização da tarefa proposta, se o Espírito se adaptar melhor em determinada atividade e gostar, poderá ter um trabalho prolongado nessa tarefa por concluí-la muito bem.


569. Em que consistem as missões das quais os Espíritos errantes podem ser encarregados? "São tão variadas que seria impossível descrevê-las. Aliás, existem algumas que não podeis compreender. Os Espíritos executam as vontades de Deus, e não podeis penetrar todos os seus desígnios” (KARDEC, 2018, p. 198).

As missões dos Espíritos têm sempre o bem por objeto. Seja como Espírito, seja como homens, são encarregados de ajudar no progresso da humanidade, de povos ou de indivíduos, num círculo mais ou menos amplo de ideias - menos ou mais especializadas -, além de preparar o caminho para certos acontecimentos e de velar pelo cumprimento de certas coisas. Alguns têm missões mais restritas e, de certa forma, pessoais ou inteiramente locais, como dar assistência aos doentes, aos agonizantes, aos aflitos, velar por aqueles dos quais se tornam guias e protetores, e dirigi-los por meio de seus conselhos ou dos bons pensamentos que lhes sugerem. Pode-se dizer que há tantos gêneros de missões quantos são os tipos de interesses a resguardar, tanto no mundo físico como no mundo moral. O Espírito se adianta conforme a maneira que realiza sua tarefa (KARDEC, 2018, p. 198).

Os Espíritos a quem são atribuídas missões mais restritas, pessoais ou locais, é devido a sua necessidade de contribuir para aquele trabalho. É um trabalho específico para um Espírito específico, com o intuito de lhe aperfeiçoar e desenvolver tal missão. Ainda em O Livro dos Espíritos, é perguntado se todas as atribuições são permanentes a cada espírito:


561. As funções que os Espíritos desemprenham na ordem das coisas são permanentes para cada um deles, e são atribuições exclusivas de certas classes?

“Todos têm que percorrer os diferentes graus da escala para se aperfeiçoar. Deus, que é justo, não poderia ter dado a ciência a uns sem trabalho, enquanto outros só a adquirem com esforço” (KARDEC, 2018, p. 196).


Kardec ainda completa que:


"O mesmo se dá com os homens: nenhum atinge o mais alto grau de habilidade, numa arte qualquer, sem ter adquirido, na prática das especialidades mais ínfimas dessa arte, os conhecimentos necessários" (KARDEC, 2018, p. 196).


Aos Espíritos que são considerados de má índole, ou que fizeram mal de alguma forma para a humanidade, e os Espíritos considerados preguiçosos, também recebem missões e ocupações, sempre em prol do desenvolvimento de si mesmo, mas também, com o intuito de aprendizagem para que o mesmo se importe e ajude a melhorar a humanidade. De acordo com as perguntas abaixo:


563 a. Isso é concebível para os Espíritos bons, mas acontece o mesmo com os Espíritos inferiores?

“Os Espíritos inferiores têm ocupações apropriadas à sua natureza. Confiais ao trabalhador braçal e ao ignorante os trabalhos de um homem culto?" (KARDEC, 2018, p. 197).


564. Entre os Espíritos, há os que são ociosos, ou que não se ocupam de nenhuma coisa útil? Sim, mas esse estado é temporário e subordinado ao desenvolvimento de sua inteligência. Certamente há, como entre os homens, aqueles que só vivem para si mesmos. Mas essa ociosidade lhes pesa e, cedo ou tarde, o desejo de avançar faz com que sinta a necessidade da atividade, e ficam contentes em poder tornar-se úteis. Estamos nos referindo a Espíritos que chegaram a ponto de ter a consciência de si mesmos ou de seu livre-arbítrio; pois, em sua origem, os Espíritos são como crianças que acabam de nascer e que agem mais por instinto que por uma vontade determinada" (KARDEC, 2018, p. 197).


568. Os Espíritos que têm missões a cumprir, cumprem-nas em estado errante ou encarnado?

“Podem cumpri-las em ambos os estados. Para determinados Espíritos errantes, ter uma missão desas é uma grande ocupação” (KARDEC, 2018, p. 198).


Dessa forma, visto que ninguém é perfeito, com trabalhos constantes, todos os Espíritos permanecem em desenvolvimento com cada atribuição que lhe é designada, sempre em busca da evolução. Vale lembrar que missões e ocupações específicas acontecem ao Espírito que é encarregado, para que tenha um desenvolvimento pessoal, entretanto, missões e ocupações são para todos os Espíritos, encarnados e desencarnados, com o objetivo de desenvolvimento e aperfeiçoamento para si e para a Humanidade.


=============

REFERÊNCIA

KARDEC, Allan. O Livro dos Espíritos, tradução de Matheus R. Camargo. Editora EME: Capivari/SP. 2018.

626 visualizações

Comments


Postagens Recentes
Postagens Populares