Tópicos

TRANSIÇÃO PLANETÁRIA


Rafael Fernandes


“Não se turbe o vosso coração; credes em Deus, crede também em mim. Na casa de meu Pai há muitas moradas; se não fosse assim, eu vo-lo teria dito. Vou preparar-vos lugar. E depois que eu for e terminar a preparação desse lugar, eu voltarei e levarei vocês para morar comigo, para que nunca mais precisemos dizer adeus” (João 14:1 a 3). Desde a sua criação, o planeta Terra vem passando por transformações não apenas geológicas, mas também por transformações moral, do intelecto e dos sentimentos dos seus habitantes. Tornando-se cada vez mais expressiva e marcante o momento de transição para um estágio mais avançado. Mas ao observarmos um planeta tão caótico e denso como esse, chegamos a duvidar se as coisas estão mesmo melhorando por aqui. E nos perguntamos se essa transição está apenas começando? Será um processo gradual? Como podemos perceber os sinais dessas transformações positiva?


Tudo o que existe no nosso globo está submetido à lei do progresso, sendo que o progresso da humanidade é uma lei natural, e não um estado natural, sendo inevitável. Fisicamente, o planeta Terra tem experimentado e experimentará transformações que são comprovadas pela Ciência e que os tornaram sucessivamente habitável por seres cada vez mais aperfeiçoados, mais aptos e adaptados às novas regras existenciais, até atingir um estágio mais depurado e com sua energia espiritual compatível com o mundo que habita.


Com tudo o que existe, o globo progride fisicamente pela transformação dos elementos que o compõem. Pela depuração dos espíritos encarnados e desencarnados que nele habitam, intelectualmente ao compreender o bem e o mal, o certo e o errado, moralmente aumentando a responsabilidade de seus atos, que se dá de maneira gradual, lenta e horas por movimentos bruscos forçando-os ao crescimento. Fazendo, dessa maneira, estourar e ruir o edifício carcomido do passado, que já não estará em harmonia com as necessidades e as novas aspirações.


A evolução de seus habitantes se realiza paralelamente, porque o melhoramento da habitação é proporcional com o melhoramento do habitante. Ao mesmo tempo em que o melhoramento do globo se opera sob a ação das forças materiais, as criaturas da raça humana contribuem para isso com o seu desenvolvimento. Passam a arar bem o terreno insalubre tornando o solo mais produtivo, a semear boas sementes e facilitam a canalização da luz divina. Se assim não for, estaremos mais próximos do ponto de partida (estado natural, que é primitivo assim como o medo) do que de chegar ao objetivo, que é o progresso completo.


Entre as estrelas que cintilam no universo, há mundos designados pelo Senhor como primitivos, de provas e expiações, de regeneração e de felicidades. Os diversos mundos habitados estão em condições muito diferentes um dos outros enquanto ao grau de adiantamento ou de inferioridade de seus habitantes. Por exemplo, há aqueles que se encontram em um estágio evolutivo física e moralmente inferior ao da Terra, outros estão no mesmo grau, já outros superiores em todos os aspectos. Nos mundos inferiores o materialismo se sobrepõe à espiritualidade e a vida moral é quase nula. A situação moral e material dos habitantes da Terra nada mais tem que espante.


“Haverá grandes terremotos, epidemias e fome em vários lugares, coisas espantosas e também grandes sinais vindos do céu. Não vos assusteis, porque é necessário assim acontecer, mas ainda não é o fim” (Lucas 21:11; Mateus 24:6). Observamos com o passar do tempo o surgimento enfermidades de toda sorte que dizimam milhares de vidas, tais como Ebola, SARS, Gripe Aviária, Gripe Suína, Dengue, Zica Vírus e o mais recente Coronavírus. Chegamos paulatinamente ao clímax de acontecimentos decisivos para o planeta Terra e para a Humanidade, onde até então as decisões não haviam sido fatores determinantes para definir o caminho reto a seguir para evolução. Assim como um doente não sai do hospital sem está curado, o homem deixará a Terra por mundos mais felizes quando estiver curado de suas enfermidades morais.

Eis o período que marcará uma das fases principais da Humanidade. Essa fase que neste momento se elabora é o complemento indispensável do estado anterior.


Aqueles que persistem nos erros, no não esforço diário e incessante para praticar o bem, e a justiça, não estarão aptos a viverem nesse mundo, pois serão encaminhados para outros mundos inferiores compatíveis com a sua energia vibracional. Podemos observar os desencarnes coletivos ou não, uns de acordo como está em sua programação reencarnatória, ou de maneira menos dolorosas e outros não.


Embora venhamos convivendo cada vez mais com os conhecimentos dos livros das revelações, até mesmo com os conhecidos profetas apocalípticos, do fim do mundo, a “data limite”, a verdade é que estamos mesmo em fase de transição planetária, isto é, passagem do mundo de provas e expiações para o mundo de regeneração. Mundo de provas e expiações onde o mal domina, onde a inveja, o ódio e o orgulho sufocam a alma, e já no regenerado é a transição entre os mundos de expiação e os mundos felizes. No mundo regenerado o homem ainda se encontra sujeito às leis que regem a matéria, experimenta paixões e desejos, mas livre das paixões em desalinhos aos quais eram escravos, nele a alma que se arrepende de suas faltas encontram a calma e o repouso, para acabarem de se depurar. É por isso que se diz que os tempos determinados por Deus já chegaram.


“Se eu fechar os céus, e não houver chuva; ou se ordenar aos gafanhotos que consumam a terra; ou se enviar a peste entre o meu povo; E se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar, e orar, e buscar a minha face e se converter dos seus maus caminhos, então eu ouvirei dos céus, e perdoarei os seus pecados, e sararei a sua terra” (2 Crônicas 7:13,14).


Deus cuida incessantemente da execução de suas leis, sendo de fundamental importância mergulharmos o olhar no passado e no futuro a fim de descobrir o mistério da sua existência e de adquirir uma certeza consoladora. Mesmo que saibamos que as cláusulas mais importantes de nossas vidas não estão escritas.


Não estejamos aprisionados ao medo, mas espalhemos a luz e a esperança no caos. Reitero, que mesmo diante de muitos profetas em nosso mundo atual e de datas limites, o mundo não será destruído, mas regenerado, onde nenhum mal, nem a corrupção, as injustiças e nenhuma forma de materialismo não farão morada. Haja vista, que a cura da humanidade se fará mediante oração e a prática da caridade incessante, assim obteremos a imunidade espiritual que todos precisamos.


Todo homem se desenvolve nele mesmo, mesmo que nem todos progridam ao mesmo tempo e na mesma velocidade, é onde os mais adiantados ajudarão no progresso dos outros. Lembremos do mestre Jesus, que ama a todos e que sempre se preocupou tanto com o bem-estar de cada um de seus semelhantes, que diante da sua unânime humildade só se sentiu estar acima de todos quando foi crucificado no monte Calvário.


E mesmo diante de tanta dor e sofrimento orou e pediu a Deus para interceder por cada um de nós. Entretanto, tomando o seu magno exemplo, independentemente de sua religião e de sua posição política unamos em oração diariamente, nossas boas energias, com a fé inabalável e fortalecidos chegaremos ao objetivo não muito distante para a vinda do mestre jesus e levaremos a esperança consoladora a todos.

- Bíblia Sagrada, Novo Testamento, Lucas cap. 21:11


- Bíblia Sagrada, Novo Testamento, Mateus cap. 24:6


- Bíblia Sagrada, Velho Testamento, 2 Crônicas cap.7:13 e 14


- O evangelho Segundo o Espiritismo, Há Muitas Moradas na Casa de Meu Pai, cap. III.


Livro dos espíritos, Livro III, cap. III, Marcha Do Progresso.


- A Gênese, cap. XVIII — Os tempos chegaram e a Nova geração.

Postagens Recentes
Postagens Populares
Siga-nos
  • Logo para Site
  • Facebook Long Shadow
  • Twitter Long Shadow
  • Instagram Social Icon
Procure por  palavras chaves

Contatos:

22  2724-0945

blog@letraespirita.com.br

© 2018 por Equipe Letra Espíírita